Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Professor da UFGD ganha destaque internacional por pesquisa sobre comportamento e decisões dos produtores rurais

Como os produtores rurais tomam a decisão de aplicar práticas de manejo mais sustentáveis, do ponto de vista econômico e ambiental? Quais os fatores que influenciam nestas decisões? Em sua trajetória acadêmica, o professor João Augusto Rossi Borges, da Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia (FACE/UFGD) busca respostas para estas questões.
Além de entrevistar produtores rurais no Brasil e no exterior, João Rossi Borges vem construindo uma rede de contatos com pesquisadores que também estudam tomada de decisão, comportamento humano e o setor do agronegócio. Um dos resultados desse trabalho de pesquisa com parceiros internacionais foi o artigo “Farmer Behaviour as Reasoned Action: A Critical Review of Research with the Theory of Planned Behaviour”, publicado neste mês na revista científica Journal of Agricultural Economics.
Esta é uma das principais revistas da área de Economia Rural e, em média, apenas 6 de cada 100 artigos submetidos são aprovados para publicação. “Foi difícil publicar este artigo, foi um processo longo. Normalmente, boas revistas científicas não aceitam que se faça submissão de um trabalho de revisão. É necessário realmente entender da teoria e da literatura abordada para que se tenha chance de publicar revisões em boas revistas”, avalia o professor João Rossi Borges.
Para construir um artigo de revisão relevante para o campo da Economia Rural, foi necessário um trabalho em equipe com pesquisadores de muita experiência em diferentes áreas do conhecimento. Os autores do artigo, além do professor João, são os pesquisadores Jaap Sok (Wageningen University – Holanda), Peter Schmidt (University of Gießen – Alemanha) e Icek Ajzen (University of Massachusetts – EUA).
O professor João ressalta que Icek Ajzen é um dos psicólogos sociais de maior destaque na atualidade e criador da Teoria do Comportamento Planejado (TCP). “Ajzen cria teorias para explicar como as pessoas tomam decisões. É fora do comum o número trabalhos acadêmicos que citam as obras desse autor. O legal é que ele nunca trabalhou com produtores rurais, mas ele trabalha com pessoas de diversas profissões e áreas. Eu e meu colega Jaap adaptamos a teoria de Ajzen para aplicar com produtores rurais, ele gostou da ideia e deu suporte na parte teórica do artigo”, explica João Borges.
O trabalho se baseia na revisão crítica de 124 artigos acadêmicos, de diversos países, em que produtores rurais foram entrevistados com o objetivo de se verificar quais fatores influenciam na adoção de práticas sustentáveis nas propriedades rurais. O objetivo central do artigo é avaliar como os pesquisadores construíram diferentes leituras e aplicações da Teoria do Comportamento Planejado (TCP). Como resultado, são apresentados parâmetros para que os pesquisadores utilizem adequadamente a TCP, quando forem construir ou aplicar uma pesquisa de comportamento junto a produtores rurais.
Conforme o professor João Rossi Borges, o artigo “Farmer Behaviour as Reasoned Action: A Critical Review of Research with the Theory of Planned Behaviour” deve se tornar referência na sua área de conhecimento, por reunir três fatores de alto impacto: foi publicado em uma das revistas mais conceituadas de sua área; reúne autores reconhecidos internacionalmente por sua produção intelectual; e indica parâmetros para se realizar pesquisas de comportamento que envolvam entrevistas e aplicação de questionários estruturados com produtores rurais.
CONSTRUÇÃO INTERDISCIPLINAR
É interessante notar que o artigo publicado no Journal of Agricultural Economics foi escrito por uma equipe internacional e multidisciplinar: o professor João Rossi Borges tem graduação em Medicina Veterinária, Jaap Sok é graduado na área de Economia Rural, Peter Schmidt graduou-se na área de Sociologia, e Icek Ajzen é reconhecido no campo da Psicologia Social.
“As universidades e a ciência no geral deveriam correlacionar mais os conhecimentos de diferentes disciplinas. Talvez a história da minha carreira seja um pouco exemplo disso: lá no curso de graduação de  Medicina Veterinária eu tive a aulas de ‘Administração Rural’ e ‘Extensão Rural’, mas que não teve nenhuma menção ao conhecimento da área da Psicologia – sendo que na verdade, é necessário aprender um pouco de Psicologia para compreender os fatores que influenciam o comportamento dos produtores rurais. O Mestrado em Agronegócios que realizei na UFRGS, por ser interdisciplinar, abriu minha cabeça e percebi que eu sabia muito pouco e tinha que aprender outras coisas. Quando vim para Wageningen University (Holanda), mudou completamente a maneira de ver o mundo”, relata o professor da UFGD.
João também exemplifica o funcionamento da universidade de Wageningen, onde ele cursou o doutorado e está dando aulas como professor visitante e conduzindo pesquisas de pós-doutorado. Lá, as faculdades são muito mais próximas, muitos professores dão aulas em mais de uma faculdade, o que o permite o contato entre docentes de diferentes áreas do conhecimento. Outro aspecto que João ressalta é o currículo livre para que os pós-graduandos possam formar sua grade de disciplinas, de modo compor os créditos com aulas de diferentes áreas.
Mesmo sendo entusiasta do intercâmbio de conhecimentos, João faz ressalvas: “a interdisciplinaridade e a transdisciplinaridade apresentam desafios diferentes do que quando você se especializa em uma área de conhecimento. Eu sempre brinco que o conhecimento é como um lago, que é longo e profundo. Uma abordagem interdisciplinar é como se você estivesse nadando em uma grande área de superfície, mas normalmente você não mergulha, não aprofunda”, analisa João. Para aplacar essa deficiência nos estudos interdisciplinares, o professor ressalta a importância de produzir conhecimento em parceria com pesquisadores que tenham segurança em dominar teorias e práticas de pesquisa em determinadas áreas de conhecimento.
Em entrevista de vídeo, o professor João Rossi Borges conta um pouco mais sobre sua trajetória acadêmica, as pesquisas e atividades de ensino que vem desenvolvendo na Holanda neste ano, e até mesmo sobre o impacto da pandemia de covid-19 na Europa nos últimos meses. Confira o vídeo na Página da UFGD no Youtube. .

Scroll Up