Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Compartilhar no facebook
Facebook

Prefeito de Rio Brilhante nomeia servidor que foi preso em cargo de confiança

O prefeito Donato Lopes da Silva, no dia 27 de novembro, através do Decreto número 27.940, nomeou em um cargo de confiança de superintendente de habitação do município o servidor público Antonio Carlos dos Santos Souza, conhecido como Chapinha, que foi preso na operação Depuração e Carta Marcada, do Ministério Público como suspeito de praticar crimes contra administração pública, onde, supostamente, com a conivência e conluios de alguns empresários da cidade e região, falsificavam orçamentos para fraudar compras diretas da prefeitura de Rio Brilhante, e as investigações estão em andamento no Ministério Público.

Chapinha, como reconhecido quando foi preso no dia 12 de junho deste ano, quando ocupava o cargo de gerente de compras da prefeitura de Rio Brilhante. A prisão foi decorrente da Operação Depuração e Carta Marcada, deflagrada pela Polícia Civil e Ministério Público para desmantelar suposto esquema envolvendo fraude em licitações e compras diretas na Prefeitura de Rio Brilhante.

Na época o prefeito Donato afastou Antonio Carlos o seu cargo de gerente de compras, e mandou instaurar uma sindicância administrativa para apurar os fatos porém até o presente momento não se tem conhecimento de qual foi o resultado dessa sindicância e se houve ou não punição ao referido servidor.

Nos meios políticos, na sociedade e principalmente entre os servidores públicos do município, todos acham muito estranho o fato de que um servidor envolvido em acusações tão graves possa ter sido nomeado em um cargo de grande importância na administração pública municipal e não conseguem entender as razões que levar o prefeito a fazer tal nomeação, e acham muito estranha tal nomeação, pois a lógica indica que um funcionário sobre o qual pesam acusações tão graves não deve exercer cargo de confiança em uma administração.

Antônio Carlos trabalhou intensamente na campanha que elegeu o prefeito Donato Lopes, e era presidente da JPSDB, o partido do prefeito, e já foi também candidato a vereador pelo PSDB, com uma pífia votação.

 

Polícia Civil mira fraude em licitação no interior e prende um empresário em Dourados

 

 

 

Copyright 2009/2019 ©Midiaflex Todos os Direitos Reservados

Scroll Up