Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Jeferson Bezerra: “Não seguro conta de ex-prefeito, revisaremos os contratos no Município”

Durante entrevista ao Jornal “O Vigilante”, o jornalista Jeferson Bezerra (PMN), candidato a prefeito de Dourados, anunciou que executará uma auditoria completa em todos os contratos celebrados pelo Município com organizações bancárias e fornecedores. “Nossa primeira ação é determinar que a Procuradoria Geral e Secretaria de Fazenda acionem a Caixa Econômica para analisar o empréstimo feito em 2014, época que foram concedidos R$ 52 milhões destinados a obras de asfalto para 23 bairros. Mas observamos que contraímos uma dívida global de R$ 104,8 milhões e a pagaremos em 20 anos, inclusive com juros anuais superiores a R$ 2,7 milhões, vejo isso como um abuso, quitamos anualmente R$ 2.745.108,46 por essa transação”, explicou.

Bezerra explica que as licitações vencidas pela GWA Transportes, Financial e demais empresas terceirizadas que prestam serviços nas Secretarias de Educação e Serviços Urbanos serão reavaliados na sua integralidade. “Penso que a qualidade oferecida na coleta de lixo e transporte dos nossos alunos da zona rural merecem uma otimização. Vamos restabelecer alguns regramentos nesse fornecedor objetivando favorecer o contribuinte douradense, este que custeia a máquina com os seus impostos”, elencou.

Jeferson defendeu o corte de aluguéis para os imóveis da Central do Cidadão, Regulação de Consultas, prédio administrativo da Fundação de Saúde e Administração Hospitalar (Funsaud), Secretaria Municipal de Saúde e Depósitos de Remédios, para tanto, ele intermediará a cedência da atual sede do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), nesse local poderá ser instalado as referidas repartições, reduzindo as locações. “O gestor pode intermediar essa parceria com a ONG – Solidários, Amigos da Liberdade, Vigilância e Esperança (Salve), entidade proprietária do imóvel, este que será desocupado após a construção da nova unidade de policiamento no Jardim Guaicurus, temos certeza que  o pecuarista Estevão Minhos poderá avalizar a ideia, pois nosso Município precisa ter austeridade nos gastos públicos”, frisou.

“Nós vamos montar uma comissão de servidores efetivos da Secretaria Municipal de Administração e Fazendária para reavaliar o contrato da E2 Informática que gerencia os sistemas da automação na Secretaria de Educação, segmento responsável por alimentar os diários de classes, notas escolares e frequência dos alunos, pois há muitos anos recebo alguns questionamentos na gestão dessa parceria. Reafirmo que não tenho compromisso com nenhum ex-prefeito, não farei vista grossa diante dos eventuais atos de improbidade administrativa, uma vez identificados as irregularidades, mandarei os relatórios ao Ministério Público e Tribunal de Contas (TCE-MS)”, alertou.

“Na área da Assistência Social sabemos que persiste a locação de veículos populares utilizados por equipamentos como Centro de Referência Especializada em Assistência Social (Creas), os sete Centros de Referência em Assistência Social (Cras), Centro Pop e a Casa da Acolhida. Não vejo utilidade alugar carros se podemos melhorar a nossa frota própria, bem como leiloar itinerários inservíveis ou sem manutenção”, finalizou.

Jeferson Bezerra: "Não seguro conta de ex-prefeito, revisaremos os contratos no Município" 1
Scroll Up