Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

 Festival Mais Cultura amplia acesso à arte e cultura em atividades promovidas pela UFMS

Aberta ao público em geral, iniciativa é gratuita e ocorre entre 16 e 23 de novembro

Ampliar o acesso à arte e cultura sul-mato-grossense está entre os principais objetivos do Festival Mais Cultura, iniciativa da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), desenvolvida por meio da Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura.

A 6° edição do Festival Mais Cultura acontece entre os dias 16 e 23 de novembro de 2020, com grande parte de sua programação disponível virtualmente. Todas as atividades são gratuitas e dão direito a certificado aos participantes, tanto acadêmicos e profissionais da UFMS, quanto público externo, independente da área de atuação ou estudo.

“O festival é um movimento que ocorre dentro da UFMS, com foco na disseminação das produções artísticas e culturais produzidas dentro da instituição e parceiros que agregam ao projeto, levando para fora dos portões, esse acesso a um conteúdo rico e de grande qualidade”, destaca o pró-reitor de Extensão, Cultura e Esporte, Marcelo Fernandes.

Devido ao cenário de pandemia da Covid-19, o evento que antes era totalmente presencial, contará com a internet e a TVU (TV UFMS) como transmissores das atividades, que incluem minicursos e intervenções culturais nas áreas de música, teatro e dança, poesia e debates com convidados, além do Auto Cine – única atividade presencial, porém, respeitando as regras de biossegurança necessárias.

 “As faixas de programação trazem pessoas com muita vivência em sua área, em um tempo reduzido e com a interação junto aos convidados, que debaterão com o público participante, com a vantagem de que a internet permite ampliar a participação, com pessoas de outras cidades ou regiões mais distantes”, explica Fernandes.

Não é necessária inscrição prévia para adquirir o certificado, que pode ser solicitado virtualmente durante a participação nas atividades.
Acesso à programação no site: ufms.br.

Programação

Artes Cênicas – entre 16 e 20 de novembro, às 18h
Participação: Cia de Teatro Pé Esquerdo – projeto cultural realizado no campus de Aquidauana na UFMS, com o Grupo Teatral Arrebol Cultural da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS);  Artes circenses com Luís Bruno Godoy (ator e palhaço), Gilson Santos Rodrigues e Junior de Oliveira, artista circense, diretor da Companhia Le Chapéu – Dourados, MS.
Dança – Dentro da programação das artes cênicas, haverá ainda dois eventos de dança. No dia 17, às 18h, as professoras Beatriz e Patrícia Almeida integram uma  live sobre o “ Ballet Clássico, do amador ao profissional” com a transmissão da obra coreográfica “Air” do coreógrafo Uwe Scholz da Cia profissional Leipzig Ballet da Alemanha e a coreografia “Divertimento” do  Beatriz de Almeida Estúdio de Dança.
No dia 19, no mesmo horário, com o tema “ A dança em tempos de pandemia”, o Coletivo Catavento Dança e Pesquisa de Minas Gerais e a Cia de Dança Contemporânea da UFMS, apresentarão os seus processos de criação e com a participação da professora Christiane Araújo (UEMS) debaterão sobre o tema.
Faixa das 19 horas – Na programação do Festival Mais Cultura, sempre neste horário, será realizado o VI Festival internacional de Violão em Campo Grande: Entre alaúdes e violas onde se apresentarão os músicos, Eduardo Martinelli, Pieter Rahmeier e Max Packer, Dagma Eid, Alexandre Ribeiro, Gustavo Pena, Alexandre Ribeiro, Marcos Pablo Damácio e Max Riccio.
Encerrando a programação musical do Festival Mais Cultura no dia 20 de novembro, às 19h, o professor do curso de Música da UFMS, William Teixeira, apresentará o recital CELLO++/BR: música brasileira para violoncelo e eletrônica.
Cinema  – Entre 23 e 25 de novembro, acontece o Desver, segunda edição do Festival de Cinema Universitário de Mato Grosso do Sul. Organizado pelo curso de audiovisual da UFMS. Este ano, a programação inclui mais de 30 filmes exibidos gratuitamente no site do evento (www.desver.com.br). Entre os destaques da programação, há mostras com curtas-metragens nacionais lançados entre 2019 e 2020, outra voltada ao cinema indígena do MS, além de uma curadoria cujo recorte inclui filmes brasileiros dedicados ao uso de imagens de arquivo.

 Autocine – Dois filmes integram a agenda de encerramento do evento. No sábado (21), às 18h30, será exibida a produção sul-mato-grossense “Ano que vem tem Mais”, dirigido pelos cineastas Filipi Silveira e Marineti Pinheiro.

No domingo (22), às 18h, o sucesso nacional “Tropa de Elite 2” encerra a programação. A entrada é gratuita e os ingressos limitados.

Scroll Up