Vereadora Juraci é confirmada como pré-candidata a vice-prefeita ao lado de Lucas Foroni

A vereadora Juraci Aparecida de Souza Silva (MDB) teve seu nome confirmado pelo diretório municipal do MDB, para concorrer às próximas eleições ao lado do jovem, Lucas Foroni, filho do ex-prefeito de Rio Brilhante, Sidney Foroni.  A confirmação ocorreu nesta segunda-feira, (14).

Nascida na cidade de Adamantina/SP, chegou em Rio Brilhante ainda criança. É casada com Valdemar Conceição da Silva e mãe de 4 filhos: Tânia (Advogada), Luciene(Ass. Social),Wania (Fisioterapeuta) e Paulo Henrique ( in memorian).

Filha de família muito humilde, seu pai carroceiro e sua mãe lavadeira de roupa, que trabalharam muito para criar dez filhos. Juraci começou sua vida como vendedora ambulante de roupas e devagarzinho com sua simplicidade foi conquistando seu espaço no coração do povo rio-brilhantense.

Em 1988 concorreu ao mandato de vereadora, ficando suplente de sua coligação. Em 1993 Juraci assumiu seu primeiro mandato de vereadora sendo eleita por seis vezes. Foi por varias vezes eleita a vereadora mais atuante do Município. Ao longo de seus mandatos, Juraci sempre esteve presente na vida das pessoas, seja encaminhando aposentadoria (mais de mil) ou procurando melhor atendimento na saúde, na educação onde fez parte das comissões na Casa de Leis. Foi também vice-presidente da câmara Municipal.

Juraci morou no Distrito de Prudêncio Thomaz por dez anos onde participou de todas as obras construídas e conhece bem de perto os problemas que lá existem. Em 2008 foi candidata a prefeita quando obteve quase cinco mil votos com a ajuda daqueles que sempre admiraram seu trabalho.

Juraci é Evangélica da Igreja Evangélica Assembléia de Deus Missões, faz parte da direção da União Feminina da Igreja Evangélica Assembléia de Deus Missões de Rio Brilhante – UFADMIRB e da Secretaria de Missões de Rio Brilhante – SEMIRB, onde tem se preocupado em levar a palavra de Deus.

Vereadora Juraci, ex-vereadora Belinha, ex-prefeito Foroni e Lucas Foroni

Jonatã Gode define pré-candidatura a vereador em Dourados para valorizar o Poder Legislativo

Jonatã Gode é do Partido Social Liberal (PSL) e é pré-candidato a vereador de Dourados, Mato Grosso do Sul. Ele é um representante comercial e conhece todos os problemas do município e tem sofrido com esta pandemia da covid-19. 

“Destaco que vou combater e mudar essa péssima atuação do Poder Legislativo na cidade, mediante os equívocos e má gestão do Executivo que levou o município ao programa Fantástico da Rede Globo, como mal exemplo na luta contra o Covid-19”, afirmou Jonatã. 

“Vamos defender a recriação da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo, que no passado foi responsável pela intermediação do desenvolvimento em Dourados, quando fomos agraciados com grandes empreendimentos, o Shopping, o Assaí, Havan e Atacadão. Só vamos atrair novos investimentos se passarmos essa segurança ao empresariado a nível de Centro-Oeste e Brasil”, destacou.

Gode tem 31 anos, é estudante de relações internacionais e revela ser de direita. Ele está enchendo os moradores da cidade de esperança. 

“Nosso sonho é pra ontem! Quero uma cidade próspera e industrializada com montadoras de automóveis e fábricas de alimentos, precisamos aproveitar as portas do Palácio do Planalto abertas por intermédio da senadora Soraya, tendo um prefeito que induz esse debate, desde que esteja alinhado ao Governo Federal, regionalizando em especial as ações comerciais pelo fortalecimento dos empregos”, finalizou.

Há quase 9 anos, Souza Lubrificação cuida do seu carro em Dourados

Fundada no dia 2 de setembro de 2011, a empresa Souza Lubrificação está localizada na Avenida Weimar Gonçalves Torres, número 3.625, e há quase nove anos cuida dos veículos que atende diariamente.

Há quase 9 anos, Souza Lubrificação cuida do seu carro em Dourados

Há quase 9 anos, Souza Lubrificação cuida do seu carro em Dourados

Há quase 9 anos, Souza Lubrificação cuida do seu carro em Dourados

Com uma equipe altamente competente, passam pelo local, a média de 480 carros por mês, o que tornou-se motivo de orgulho ao proprietário e empresário Edson Souza.

Souza Lubrificação oferece serviços como troca de óleo e filtros, alinhamento e balanceamento, suspensão e freios.

Trabalham ainda com lubrificantes multi marcas bem como a Mobil, Castrol e Selenia.

Ressaltando ainda mais a competência e preparação, a empresa Souza Lubrificação é familiar, já que trabalha além do empresário Edson, a esposa, filho e outros dois funcionários.

Serviço

O horário de funcionamento também acaba sendo atrativo aos motoristas, já que é das 7h às 11h, e das 13h às 17h30, de segunda a sexta, e aos sábados, das 7h às 11h30.

A empresa Souza Lubrificação está localizada na Avenida Weimar Gonçalves Torres, número 3.625.

CAMPO GRANDE: Moradores do Residencial Ronaldo Tenuta e Região sofrem com poeira e ruas intransitáveis

A população do Residencial Ronaldo Tenuta região do grande Caiobá,  EM Campo Grande, onde a expectativa populacional chega à quase 50 mil habitantes tem sofrido bastante com a falta de pavimentação. Em tempos de seca, os moradores alegam que a poeira é intensa e as residências ficam sujas. Na época das chuvas, as ruas do bairro ficam intransitáveis, além do acúmulo de entulhos e sujeiras, o que aumenta o risco da contaminação de doenças.

     

Para que providências sejam tomadas, o presidente da Associação de Moradores do Residencial apresentou uma indicação Via Ofício ao prefeito da Capital Marquinhos Trad (PSD) e ao Secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (SISEP), solicitando a implantação de asfalto no bairro.

“Diante de tal situação, nós não podemos fechar os olhos para tantos problemas. Todos os dias chegam reclamações à Associação e estamos trabalhando incansavelmente para atenter aos anseios dos moradores. Espero que possamos dar respostas à necessidade para a nossa população,” ressaltou Carlos Alberto defensor da Pavimentação asfáltica.

Amor do douradense por pizza faz pizzaria investir na cidade para sua quarta unidade

Com 38 anos, pizzaria tradicional da Capital chega com diferencial de qualidade

Mesmo diante de todas as dificuldades impostas nos últimos meses por conta da pandemia mundial de COVID-19, empreendedores ainda viram em Dourados uma ótima oportunidade de expandir seus negócios. É o caso da pizzaria San Marino que, com restaurantes em Campo Grande e Bonito, escolheu Dourados para inaugurar sua quarta unidade em maio.

No Brasil, são consumidas cerca de 1 milhão de pizzas por dia, segundo dados da Associação de Pizzarias Unidas de São Paulo, em um mercado que movimenta R$ 22 bilhões por ano. Em Dourados não podia ser diferente, a segunda maior cidade do Estado está entre as que possui mais consumidores da redonda.

Com 38 anos de funcionamento e mais de 40 sabores no cardápio, além dos calzones, a San Marino prepara suas pizzas com ingredientes frescos, de primeira linha e ótima procedência. Entre os destaques no menu estão os sabores de Lombo ao Creme, San Marino de Filé Mignon e Soleada Pantaneira, além das pizzas vegetarianas, uma tendência.

O empreendimento inaugurou com venda no sistema delivery e retirada no balcão, respeitando todas as medidas de proteção. A pizzaria possui sistema próprio de pedidos, atende pelo Whatsapp e por aplicativos de entrega.

Para Irene Souza Pinto, diretora da pizzaria, as expectativas para o novo empreendimento são as melhores “escolhemos Dourados a dedo para abrir mais uma unidade San Marino, é uma cidade em constante desenvolvimento, apaixonada por pizza e com grandes possibilidades de expansão do nosso negócio”.

Para cair de vez no gosto dos douradenses a San Marino está com uma promoção de inauguração, 27% de desconto nos pedidos feitos pelo Whatsapp (67) 4141-4545. A pizzaria fica na Manoel Santiago, 1117, telefone fixo (67) 3038-4545, Instagram e Facebook: @sanmarinopizzas.

Aulas remotas em tempos de pandemia: Educação não é  gambiarra

Por: Onildo Lopes dos Santos*

A pandemia do Coronavírus (COVID-19) impactou significativamente as relações econômicas, políticas e sociais em escala mundial. No âmbito da Educação, segundo a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco,  aproximadamente 1, 5 bilhão de estudantes estão fora das escolas no mundo todo e a  maioria desses estudantes está sem acesso às aulas remotas. Além disso, até o presente momento a maioria dos municípios e secretarias estaduais não têm uma estratégia digital adequada para atendê-los. Assim  como está a aprendizagem da maioria das crianças e dos adolescentes nesses tempos de isolamento social?

Está ocorrendo de forma precária, pois somente uma pequena parcela desses estudantes tem recursos para acessar as aulas “on line”.  Conforme pesquisa TIC Domicílios de 2018, citada pela colunista do portal educaçãoestadão.com.br, Ana Maria Diniz, mais de um terço das residências estão desconectadas e a maioria dos que dizem ter internet, são de redes móveis com planos limitados, portanto precários. Já outra pesquisa feita pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, CGI.br, mostrou que  em 2018, 58% dos domicílios no Brasil não têm computadores e 33% não possuem internet. Assim  a desigualdade é gritante. Desigualdade de recursos, de condição para estudar e  de tempo .

Para Lucia Delagnello, diretora-presidente do Centro de inovação para a Educação brasileira, CIEB, poucos países conseguiram adaptar seus sistemas de ensino para este período de isolamento social e “manter uma certa normalidade”. Conforme Lucia que é doutora pela Universidade de Harvard. “São aqueles que já tinham experiência no uso da tecnologia na Educação, como China, Cingapura e Estônia”. Não é o caso do Brasil, pois a maioria das secretarias estaduais de ensino não tem plataformas nem metodologia estabelecida para oferecer aulas remotas, conclui a educadora.

Por outro lado, o nosso ofício foi um dos que mais sofreu mudanças profundas. Tendo como instrumentos essenciais de nosso trabalho o próprio corpo e a própria voz, agora, no entanto, temos como ferramentas os celulares, os computadores e redes sociais. Em meio à adaptação a essa nova forma de trabalho, temos enfrentado maiores responsabilidades e cobranças em nossas tarefas pelos gestores.

Além disso, aulas remotas  exigem  uma melhor preparação. Se erramos em sala de aula, podemos corrigir naquele mesmo momento, agora não.  Gravar aulas e colocar no Youtube e atendimento individualizado demanda tempo e dá muito trabalho. Outro problema é a perda de contato com alunos que não têm acesso a dispositivos como computadores ou celulares para receber as atividades e  assistir às aulas virtuais.

Com isso aumenta os níveis de ansiedade. Pesquisa realizada pelo Instituto Península com 2.400 com colegas da educação básica de todo o Brasil, das redes privada e pública, desde a educação infantil até o ensino médio, incluindo a EJA (Educação de Jovens e Adultos) mostrou que a ansiedade perante as aulas remotas e a sobrecarga de trabalho aumentou espantosamente. “Eles tiveram que transformar toda a sua rotina, em jornadas duplas ou até triplas, se somarmos os trabalhos domésticos e a educação em casa dos próprios filhos”, explica Heloísa Morel, diretora do Instituto Península.

E há mais razões para o aumento da ansiedade: as queixas de pais e mães dos alunos que têm se avolumado. Nós temos recebido áudios dos familiares nos grupos de “Whatsapp” reclamando, porque está todo mundo estressado durante esse período e temos recebido toda essa carga de reclamações. É super desgastante, há um desgaste físico e mental, um abalo psicológico.

A pesquisa do Instituto Península aponta ainda que, na China, epicentro originário do novo coronavírus, aumentou o número de professores com síndrome de “burnout” -estafa, esgotamento-  durante a pandemia, e que isso, lamentavelmente, acorre no Brasil. A mesma pesquisa também mostrou que, mesmo no cenário de maiores cobranças, 60% da nossa categoria ainda dedicam tempo para estudar, fazer cursos e se atualizar.

Por fim, encerro esse texto com as palavras do Alessandro Marimpietri, psicólogo especializado em educação infantil que defende a necessidade de rever as expectativas de acordo com o momento atual. “Estamos vivendo situações cheias de ineditismos, e é preciso lembrar que os professores, as famílias e as crianças não são perfeitas. Temos que fazer o que é possível”, explica ele. O psicólogo recomenda fazer menos, mas com mais qualidade. “O objetivo não é mais cumprir um cronograma e um calendário pedagógico, mas, sim, a manutenção simbólica da experiência escolar, essa necessidade do saber e do aprender”.

O autor é professor da rede estadual de ensino

Grandes vozes no Rio de Janeiro apresenta o concerto do soprano Sondra Radvanovsky

O soprano Sondra Radvanovsky abre a Série “Grandes Vozes” 2020 do Theatro Municipal, acompanhada pela Orquestra Sinfônica do Theatro, sob a regência do maestro Ira Levin

Foto: Andrew Eccles

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro apresenta o seu Concerto de Abertura dia 13 de março, às 20h, com o célebre soprano Sondra Radvanovsky, marcando o retorno da Série “Grandes Vozes”, considerada como um dos maiores destaques artísticos de 2019.

Aclamada pela crítica internacional como uma das maiores cantoras líricas da atualidade, Sondra Radvanovsky já havia encantado o público fluminense em 2012 ao se apresentar com
enorme sucesso na ópera Tosca, ocasião em que, atendendo à exigência do público entusiasmado, bisou a famosa ária Vissi d’arte em todas as suas récitas.

Sondra é presença frequente nas principais casas de ópera do mundo, incluindo a Royal Opera House de Londres, o Teatro alla Scala, Opera Nacional de Paris, Opera Nacional de Munique, Opera de Berlim, Barcelona, Madri, Zürich, Japão e, claro, Metropolitan Opera House, em Nova York, onde, com êxito absoluto, deu voz às “Três Rainhas” da chamada Trilogia Tudor, de Donizetti – Anna BolenaMaria StuardaRoberto Devereux.

Parte da temporada 2020 do Theatro Municipal, a Série “Grandes Vozes” presenteia o público com as apresentações de quatro grandes estrelas internacionais da ópera. Além de Sondra Radvanovsky, o jovem soprano Pretty Yende da África do Sul, a renomada Maria Agresta e o célebre mezzo-soprano Anita Rachvelishvili da Geórgia virão à cidade maravilhosa.

O projeto “Grandes Vozes” já impactou e investiu em mais de 1.000 crianças e adolescentes que vivem em comunidades carentes do Rio. Nesta temporada, dará continuidade às ações de caráter sociocultural, com apresentações gratuitas e abertas ao público, em Escolas Municipais cariocas e outros equipamentos que fazem parte da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Estado. Haverá, ainda, a realização de masterclasses gratuitas para jovens cantores líricos brasileiros, por parte de todos os artistas que participarem da Série.

 

PROGRAMA: Arias de Verdi, Puccini, Catalani e Dvořák.

Soprano: Sondra Radvanovsky

 

OSTMRJ

Direção musical e regência: Ira Levin

SERVIÇO:

Série Grandes Vozes no Rio de Janeiro com Sondra Radvanovsky e Orquestra Sinfônica do TMRJ

Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Endereço: Praça Floriano, s/nº – Centro

Data: 13 de março de 2020 – sexta

Horário: 20h

Classificação: Livre

Lotação: 2.226 lugares

Duração total: 2h

Ingressos: https://www.ingressorapido.com.br/event/34103-1/d/69710

Frisa/Camarote: R$ 250,00 (unitário)

Plateia /Balcão Nobre: R$ 250,00

Balcão Superior: R$ 250,00

Balcão Superior Lateral: R$ 150,00

Galeria Central: R$ 75,00

Galeria Lateral: R$ 75,00

 

Apoio: Livraria da Travessa, Rádio SulAmérica Paradiso, Rádio Roquette Pinto, Rádio MEC e Ingresso Rápido

 

Realização: Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, Fundação Teatro Municipal, Associação dos Amigos do Teatro Municipal e Grandes Vozes

 

Instagram: @theatromunipalrj
Facebook: https://www.facebook.com/theatro.municipal.3/

 

Projeto de Marçal exige notificação de casos de automutilação e suicídio

Para reforçar a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio, o deputado estadual Marçal Filho (PSDB) apresentou nesta terça-feira (03) na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Projeto de Lei sobre a obrigatoriedade dos estabelecimentos de ensino e de saúde notificarem às autoridades públicas competentes sobre a prática de violência autoprovocada, automutilação e tentativa de suicídio. O Estado é o terceiro no ranking nacional em casos de suicídio.

Na quinta e sexta-feira da semana passada, o deputado participou de seminário na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), que promoveu um amplo debate sobre o assunto e contou com a presença da Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Nesta terça, Marçal Filho partilhou informações do evento com os demais deputados e apresentou dados alarmantes de que a cada 45 minutos uma pessoa comete suicídio no Brasil e o público que mais tira a própria vida são jovens entre 15 a 29 anos.

Ainda não há estimativas sobre os riscos provocados por essas violências, mas a partir de dados computados, o Governo Federal tem procurado mapear a situação atual do problema e, em conjunto com os Ministérios da Educação e da Saúde, organizar ações e políticas públicas voltadas à prevenção. Nesse sentido, o projeto apresentado por Marçal Filho tem como objetivo obrigar os estabelecimentos de ensino e de saúde, sejam públicos ou privados, no dever de notificar as autoridades públicas competentes os casos suspeitos ou confirmados de violência autoprovocada, o ato de automutilação, com ou sem ideação suicida, e a tentativa de suicídio, a que tomem conhecimento.

Conforme o Projeto de Lei, as notificações devem ser feitas de forma sigilosa e no caso dos estabelecimentos de saúde, como hospitais públicos e privados, a notificação deverá ser realizada às autoridades sanitárias. Já as escolas deverão enviar registros aos conselhos tutelares.

Coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio, lançada recentemente na Assembleia, Marçal Filho diz que é necessário cada vez mais ampliar as redes de atendimento de problemas relacionados à saúde mental, que tem crescido a cada ano. “É preciso que se tenha a conscientização de que o atendimento psicológico ou psiquiátrico não é um luxo, muito menos frescura”, diz o deputado.

Marçal Filho também tem defendido a presença de psicólogos e de assistentes sociais nas escolas. Ele já promoveu audiência pública na Assembleia com a presença de profissionais sobre o assunto e diz que continuará com ações que possam sensibilizar o poder público e privado a investir cada vez mais em ações que promovam a saúde mental.

Vidros coloridos levam fluidez e personalidade ao ambiente

Proprietária da loja Toque Final explica como utilizar o elemento clássico na decoração

Vidros e cristais acompanham a humanidade antes de grande parte das tendências que conhecemos. Com o passar do tempo e de influências multiculturais, o material ganha mais formas de uso, sempre trazendo leveza e fluidez. Esses elementos também podem adicionar cor e personalidade ao espaço.

A proprietária da loja Toque Final Decor, localizada no ABC Paulista, Valéria Redivo Jordão fala a respeito da simbologia. “Como recebemos cada vez mais informações de todos os lados, um pouco de transparência sempre faz bem. O vidro é simples, com poucos elementos já criam um cenário marcante, realçando a composição de modo clean e minimalista “, explica a empresária.

Sobre como aplicar, Valéria pontua, “O charme está também em inovar seu uso a partir de cores, formatos e padrões. A tendência se encaixa em qualquer estilo, então você precisa encontrar as peças que levam as sensações que você procura, além de trabalhar com os tons e com o dégradé para criar uma atmosfera única”.

Um dos usos mais antigos e sofisticados são os Muranos. Criados na Itália durante o século XIII, são até hoje soprados artesanalmente, por isso, todos têm um formato singular. “Vasos, centros e até lustres nesse material conseguem tanta notoriedade que colecionadores rodam o mundo atrás de itens exclusivos e elaborados a partir dessa técnica”, relata a empresária.

Contudo, Valéria conta que apesar de ser um dos maiores clássicos da decoração, é sempre possível atualizar.” Existe um universo enorme de formas de inserir esses objetos na composição, sendo assim, é importante não ter medo de apostar em cores e desenhos diferentes para ser o destaque do seu ambiente”, encerra a proprietária da Toque Final Decor.

Segurança de casa noturna que matou paraguaio a tiros e deixou brasileira ferida é preso na fronteira

O segurança de uma casa noturna de 48 anos suspeito de executar a tiros um paraguaio e ferir uma brasileira, foi preso neste sábado (20) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã, região sul do estado. De acordo com a Polícia Nacional do Paraguai, o crime foi na madrugada do último domingo (14) na frente do local que o segurança trabalhava.

Conforme a ocorrência, o suspeito de nacionalidade brasileira foi preso em uma rua próximo a linha de fronteira tentando atravessar para o lado do Brasil. Agentes da Polícia Nacional do Paraguai o prenderam e o levaram para a sede da comissária policial de Pedro Juan Caballero.

Segundo o comissário Talavera, subchefe da divisão de investigações criminais da Polícia Nacional do Paraguai, o suspeito confessou o crime e disse que teve uma discussão com o paraguaio dentro da casa noturna.

De acordo com a polícia, o segurança atirou contra a cabeça da vítima que foi socorrida e levada para um hospital de Ponta Porã. Por conta dos ferimentos, ele não resistiu e morreu no mesmo dia do crime. A mulher que levou um tiro na perna, recebeu atendimento médico e foi liberada.

Scroll Up