Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

“Candidaturas Laranja” de mulheres podem derreter candidatura a prefeito de Deodápolis

Uma denuncia anônima foi protocolada no Ministério Publico Estadual de Mato Grosso do Sul) e pode colocar em risco a reeleição do atual prefeito de Deodápolis, Valdir Luiz Sartor, que encabeça a chapa do DEM (Democratas).

A denúncia pode ter outro desdobramento, uma vez que o candidato também está sendo acusado de aliciar uma candidata mulher ao cargo de vereadora pela sua coligação.

O candidato afirmou em um áudio que está em poder do MPMS, em pronunciamento de defesa contra denúncias de possíveis irregularidades, que a promessa de emprego na prefeitura em troca de apoio político, se tratava de uma conduta que ele estaria fazendo com todas as candidatas mulheres de sua coligação.

“E aí, e é o que a gente tá fazendo mesmo, então pra que haja mulheres que participem aqui, eu não tô pensando preocupado, se chegar melhor, mas não chegar, eu vou dar isso como motivação pra mulheres, que elas se sintam, assim, quando tiver lá, o que eu puder fazer que sintam seguras, ´eu vou participar, mas e aí, é difícil eu chegar, digo não, além da tua participação ainda te garanto isso… Sabe”, teria dito Sartor.

A coligação “Construindo o futuro”, que também conta com o apoio do PSD (Partido Social Democrático), lançou 25 candidatos, sendo 11 do PSD e 14 do DEM, e que já foram deferidos pela Justiça Eleitoral. Desse total, 10 são candidatas mulheres.

“Candidaturas Laranja” de mulheres podem derreter candidatura a prefeito de Deodápolis 1

Scroll Up