Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Barbosinha defende técnicos na gestão das Secretariais para aperfeiçoar a qualidade

Como prefeito de Dourados, o candidato Barbosinha (DEM/PSDB/Solidariedade/PSD/Podemos/MDB/Patriota/Avante/PSB) pretende priorizar escolhas técnicas para a gestão das políticas públicas, especialmente na saúde, assistência social e educação. Para o candidato, é preciso colocar as pessoas nas pastas que elas têm conhecimento de seu funcionamento, físico e humano. “Tenho compromisso com a gestão de qualidade e ela passa, fundamentalmente, pela escolha técnica. É preciso colocar pessoas que conhecem cada sistema e como utilizar as ferramentas de gestão, física e humana, caminhando ao lado da evolução tecnológica, uma imposição nos tempos atuais. É preciso também informatizar para interligar o serviço público e seus atendimentos para quem mais precisa”, enfatiza.

As declarações de Barbosinha foram proferidas durante evento virtual com um grupo de assistentes sociais do município. A live contou com a participação de especialistas em assistência social, que sabatinaram o candidato sobre questões pontuais e gerais do setor. As profissionais são integrantes do Fórum Municipal dos Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (FMTSUAS)

Na sabatina com integrantes do Fórum, Barbosinha foi enfático em afirmar que, como prefeito,  a escolha para esta secretaria será técnica. “Não podemos politizar esta escolha na Assistência Social e em outros setores estratégicos.  A Assistência Social é ferramenta para justiça social, que será o foco principal de nossa gestão na Prefeitura de Dourados.

O posicionamento de Barbosinha na live repercutiu de forma positiva entre os profissionais da área e também seus usuários. Na sabatina, as assistentes sociais afirmaram que é necessário ter um novo olhar para esta área e seus profissionais, que sofreram desgastes e diminuição de investimentos nos últimos anos, financeiro e humano, além da politização das ações. As respostas de Barbosinha aos questionamentos contemplaram o pensamento de quem atua diretamente neste setor. As profissionais disseram que a Assistência Social não é apenas um serviço pontual de oferta de recursos, mas sim um trabalho continuado, de atenção e vínculo familiar, para devolver autonomia, auto estima e resgate da dignidade.

Além de responder com firmeza os questionamentos, Barbosinha também lembrou suas ações como presidente da Sanesul, quando implantou um novo modelo de gestão, sem esquecer da questão social. As profissionais reclamaram que o serviço social está prejudicado em Dourados porque, entre outras coisas, falta até um sistema informatizado para reunir e interligar a gama de ações e atenção aos usuários do sistema. “Vamos informatizar toda a sistemática da Assistência Social e também interligar com as demais áreas, com a supervisão do gabinete do prefeito. Vamos da a importância que este setor merece, porque ele atende nossa gente que mais precisa”, assinala Barbosinha

Apesar de sua grande experiência em gestão pública, Barbosinha anuncia que vai fazer um governo municipal ouvindo as pessoas, com diálogo permanente. “Eu gosto de aprender para fazer o que é  certo bem feito. Acompanhamento e eficiência na gestão pública é fundamental. É preciso trabalhar ouvindo as pessoas e os profissionais de cada área”, observa.

Scroll Up