Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Associação Brasileira das Vítimas da Covid-19 é criada em Dourados e já prepara ações afirmativas e apoio jurídico às famílias

Associação Brasileira das Vítimas da Covid-19 é criada em Dourados e já prepara ações afirmativas e apoio jurídico às famílias 1 Mauro Quijada, presidade da Abravico, assinando Estatuto da entidade

Foi criada esta semana em Dourados a ABRAVICO – Associação Brasileira das vítimas da covid-19. O presidente da entidade é o servidor público José Mauro Quijada

“Em um primeiro momento houve uma sensibilização das pessoas envolvida na criação da Abravico em relação às famílias das vítimas e demais pessoas atingidas direta ou indiretamente pelo novo coronavírus”, disse o presidente.

Quijada afirmou que a finalidade principal da Abravico é promover a caridade, além de intermediar benefícios para os associados e não associados e consequentemente a sociedade da sul-mato-grossense.

O presidente disse que ainda encontra-se na fase inicial “pré-operacional”, momento este, que iniciará os procedimentos que irão definir a sua estruturação, para assim, operacionalizar suas ações de recrutamento dos voluntários e capitação de investimentos.

Mauro disse que ao criar a Abravico os envolvidos pautaram-se sua finalidade em promover uma gestão social em favor das vítimas do novo coronavírus, sendo que, os envolvidos na causa possuem absoluta convicção que se trata de uma ferramenta que atenderá as necessidades coletivas adaptados à nova realidade.

O presidente disse que a Abravico vai trabalhar para implementar os seguintes projetos e ações:

1) Providenciar capacitações e treinamentos para os associados e os voluntários engajados na causa da ABRAVICO;

2) Buscar maior representatividade e visibilidade política;

3) Proporcionar maior abertura para discussão dos problemas causados pelo novo coronavírus (COVID 19);

4) Formatar projetos, eventos ou algo do tipo como arrecadação e capitação de investimentos;

5) Buscar informações de ações e estratégias do terceiro setor bem sucedidas, a nível de Brasil e/ou internacionalmente;

6) Procurar condições favoráveis à inovações e parcerias com o governo, centros de tecnologia, universidades e empresa de grande dimensão;

7) Propiciar a superação das dificuldades enfrentadas pela pandemia do novo coronavírus e gerar benefícios diante de uma nova realidade;

8) Intermediar inúmeros “serviços” e apoio ao grupos vulneráveis da sociedade douradense e consequentemente aos sul-mato-grossense.

9) Incluir tanto o uso de redes sociais e diferentes comunicações online no intuito colher depoimentos, obter prova social no intuito de impactar sociedade e assim para que ocorrera as transformações sociais.

10) Assistência jurídica administrativa e judicial aos associados.

Scroll Up