Há 33 anos população de Bonito “canta” Hino Oficial do município “clonado” de cidade do interior paulista

Nicanor Coelho, Editor-chefe

= = = = = = = = = = = = = = = = = =

Desde 21 de setembro de 1987 quando o então prefeito Darci João Bigaton sancionou a lei número 424/87, aprovada pela Câmara de Vereadores, que a população de Bonito, município turístico de Mato Grosso do Sul conhecido em todo o mundo por suas belezas naturais, “canta” o hino oficial da cidade que foi “clonado” da cidade de Arandu localizada no interior do Estado de São Paulo.

Há algumas pequenas diferenças na letra  e na música o que não desconfigura a clonagem. O caso não chega a ser considerado plágio pois os hinos foram compostos pelo mesmo autor que deve ter “vendido” para os dois municípios.

 

Cerca de um ano e meio antes os vereadores de Arandu aprovaram a lei número 418 de 21 de março de 1986 que também instituiu o Hino Oficial da cidade de menos de 7 mil habitantes. Acontece que os hinos de ambas as cidades com letras e músicas similares foram compostos pelo músico Nelson Biasoli, falecido em 2014 e considerado o maior compositor de hinos para municípios, ultrapassando a soma de quinhentos.

A lei 418 de Arandu foi sancionada por Josely Benedito Silvestre, prefeito da época. O atual prefeito Luiz Carlos da Costa disse ao Midiaflex que desconhecia o fato de outra cidade brasileira ter adotado o mesmo hino de Arandu. Ele disse que a partir de agora vai analisar a lei que criou o hino de Bonito e caso se comprove a “clonagem” alguma medida deverá ser tomada.

O Midiaflex encaminhou para o conhecimento do prefeito de Arandu e para a assessoria da Secretária de Governo de Bonito, Terezinha Dela Pace Braga, cópias dos projetos de leis, das partituras, das letras do hino e próprio hino cantado com o acompanhamento de orquestra para análise.

O autor do Hino usado pelas duas cidades nasceu em 10 de julho de 1931 em Tambaú, São Paulo e morrei em 17 de setembro de 2014 em Ribeirão Preto no mesmo estado. Filho de Balduino Biasoli e Angelina Lepri Biasoli, Nelson é autor de mais de quinhentas composições musicais sendo considerado o recordista mundial na criação de hinos, conforme currículo posto no Wikipédia.

LETRA DO HINO DE ARANDU

 

Terra bela, livre e amada

Família luz, cor e gratidão

Rio-mar, águas abençoadas

O progresso é a tua redenção.

 

Vejo alvorada e o luar da cor de prata

As estrelas no orvalho descortinam os véus

As flores são aves que pousam nas matas

As aves são flores que voam nos céus.

 

Barreiro antigo cheio de tradições

És Arandu de glória e conquista

No trabalho harmonia e devoção

Tua alma heróica de bravo sertanista.

 

Sim, cidade da esperança do Estado Paulista

Vive do aroma e perfumar entre os vergéis

Vitorioso berço brasileiro

Vive da fé, tem crença entre os fiéis.

 

Arandu, botão em flor

Os teus filhos te veneram com amor

Terra tão fértil de belezas mil

Orgulho do meu Brasil.

 

Oh! Gorjeio de canto gentil

Tua gente hospitaleira é teu porvir

Teu futuro será cheio de glória

Desabrochando em teu perfil!

 

 

LETRA DO HINO DE BONITO

 

Terra bela, livre amada

Família, luz, cor e gratidão

Rio Formoso de águas abençoadas

O progresso é a tua redenção

 

Vejo Alvorada e o luar da cor de prata

As estrelas no orvalho descortinam os véus

As flores são aves que pousam nas matas

As aves são flores que voam nos céus

 

Rincão Bonito, cheio de tradições

És maravilha de glória e conquista

No trabalho harmonia e devoção

Tua alma heróica de bravo sertanista

 

Sim, cidade de Mato Grosso do Sul

Vive do aroma a perfumar entre vergéis

Tens, a pureza, na gruta do Lago Azul

Vive da fé, tem crença entre os fiéis.

 

Oh! Bonito, botão em flor

Os teus filhos te veneram com amor

Terra tão fértil de belezas mil

Orgulho do meu Brasil!

 

Paraíso terrestre, recanto gentil

Tua gente hospitaleira é teu porvir

Teu futuro será cheio de glória

Desabrochando em teu perfil!

 

OUÇA NOS LINKS ABAIXO OS HINOS DAS DUAS CIDADES:

 

Justiça bloqueia bens e valores da prefeita, secretário e empresários de Iguatemi por suspeita de fraudar licitação

O juiz de Direito da Comarca de Iguatemi Marcelo da Silva Cassavara na última sexta-feira, dia 26, confirmou o bloqueio de bens e valores da prefeita Patrícia Margatto, do secretário de Governo Ednelson Pelegrinelli e de empresários  por suspeita de fraude em licitação conforme Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa proposta pelo Ministério Público Estadual (MPE) em 20 de março de 2018.

Na ação do MPE consta que denúncia anônima mostrou que a prefeitura de Iguatemi estava encaminhando máquinas pesadas  para conserto sem o devido processo licitatório, sendo que o pagamento dos serviços era feito posteriormente através de licitações fraudadas.

Para o Ministério Público o mais interessante é o fato de que o pregão foi dividido em lotes e cada uma das empresas suspeitas de fraudar a licitação apresentava proposta somente no lote em que a máquina já estava sem seu pátio para suposto orçamento prévio.

No trabalho de investigação realizado pelo MPE constatou-se que duas das empresas mencionadas na denúncia podem ser consideradas como “empresa única” pelo fato de uma estar localizada nos fundos da outra além de terem como responsáveis  mãe e filha.

Conforme o Ministério Público esta prática é comum em fraude em processos licitatórios onde empresas que sequer possuem sede real apresentam propostas ou orçamento com o objetivo de viabilizar que outras empresas do mesmo grupo possam  saírem vencedoras.

Por haver indícios da prática do ato de improbidade o MPE requereu a decretação da indisponibilidade de bens móveis e imóveis que os réus porventura possuam visando a necessária e esperada recomposição dos danos ao Erário. O juiz de Iguatemi deferiu parcialmente a liminar decretando a indisponibilidade dos bens em nome de Patricia Nelli Margatto, limitado ao valor de R$ 113.500,00 e das demais empresas que totalizam R$ 103.500,00.

As partes do processo foram citadas para apresentar contestação, porém a prefeita e o secretário não apresentaram resposta no prazo legal sendo decretada a revelia de ambos. No mesmo prazo as partes requereram o desbloqueio junto ao Tribunal de Justiça, porem o recurso foi negado provimento.

Estando em período de instrução já foram ouvidos os servidores municipais do setor de licitação. Agora o processo está aguardando o retorno das cartas precatórias que foram expedidas para oitiva das testemunhas arroladas pelas empresas rés e deve ir para a fase de alegações finais e sentença.

Missão Evangélica Caiuá e os desafios da saúde indígena em tempos de COVID-19

A Missão Caiuá tem várias frentes de trabalho com a comunidade indígena, não apenas no Mato Grosso do Sul, mas também em outros Estados Brasileiros como: Roraima e Amazonas. Tem sua sede é em Dourados – MS, onde concentra sua gestão a nível nacional e onde tem uma história de 92 anos de trabalhos ininterruptos com os povos indígenas do Estado do Mato Grosso do Sul.

Na área da saúde a Missão trabalha em duas frentes importantes, de saúde Primária e Secundária.

Convênios Com a SESAI

A primeira frente de trabalho da Missão são os Convênios para atendimento à saúde Básica, com Ações Complementares, que são os atendimentos primários em postos de saúde dentro das aldeias, em parceria com a SESAI – Secretaria Especial de Saúde Indígena, e com responsabilidades distintas.

Nessa área de atendimento a Missão trabalha junto ao Ministério da Saúde deste 1999. São vinte e um anos de trabalho. Hoje a Missão detém nove convênios com a SESAI, que atende a nove, dos trinta e quatro Distritos da Saúde indígena (DSEIs). São eles: Alto Rio Purus (AM), Alto Rio Solimões (AM), Vale do Javari (AM), Manaus (AM), Médio Rio Purus (AM), Médio Rio Solimões e Afluentes (AM) Mato Grosso do Sul (MS), Parintins (AM) e Yanomami (RR). Esses Convênios atendem uma população de 274.948 indígenas, numa vasta região de aldeias e floresta tropical, em muitos casos onde o acesso se dá somente por rios ou por via aérea, numa abrangência de 1.465.776,28 Km2.

Tendo como referência o ano de 2019, foram alocados, mediante plano de trabalho aprovado na SESAI, realizado pelos DSEIs, com os CONDISIS e a Conveniada, recursos no valor de R$ 261.997.762,00 (duzentos e sessenta e um milhões, novecentos e noventa e sete mil, setecentos e sessenta dois mil reais) que foram aplicados mensalmente pela conveniada, em Ações Complementares, especificamente em RH, com equipe de funcionários na área de saúde, assistência social, agentes comunitários, administrativo, engenheiros, antropólogos, etc., somando um total de 4.584 colaboradores no atendimento básico dentro das aldeias.

A SESAI/MS, é a responsável direta por toda a saúde indígena, incluindo logística de locomoção dos funcionários, fornecimento de medicamentos, insumos e a manutenção e reforma dos postos de saúde.

HOSPITAL PORTA DA ESPERANÇA

Junto à sede da Missão Caiuá em Dourados, anexo à aldeia Jaguapiru, fica a segunda frente de trabalho da Missão em saúde indígena, que é o Hospital Porta da Esperança, com sessenta anos de atividades, e que atende as aldeias de Dourados e pacientes vindos de outras aldeias do Mato Grosso do Sul.

O Hospital trabalha com 100% de seus atendimentos pelo SUS e, preferencialmente, com a comunidade indígena, uma vez que também atende a outros pacientes que procurarem o hospital.

Os recursos para o Hospital são: R$ 60.125,79 do Governo Federal, R$ 13.428,57 da Secretaria do Estado do MS e R$ 22.000,00 da Prefeitura de Dourados. Mais os incentivos Federais que são INTEGRASUS R$ 2.870,07, IAEPI (Indígena) R$ 70.300,00, IAC 31.818,38 e 100% SUS R$ 15.403,38, somando um total mensal de 215.946,24. Essa é a verba do Hospital.

O déficit mensal do Hospital é em torno de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais). A Missão Caiuá tem lutado junto aos órgãos governamentais para melhorar esses recursos, para um melhor atendimento aos indígenas, e que sejam repassados em dia, pois não são suficientes para a manutenção dos trabalhos prestados, e ainda, quando há o atraso nos repasses, geram despesas com multas, juros e ações trabalhistas, dificultando ainda mais o cumprimento das ações do Hospital. Os recursos recebidos são insuficientes para a manutenção do hospital. As Igrejas mantenedoras e as doações voluntárias têm ajudado o Hospital a se manter de pé.

O Hospital Porta da Esperança integra o programa do Governo para o atendimento da COVID-19 na aldeia em um anexo de seu prédio, com 20 leitos clínicos. Recebeu um respirador mecânico, dia 16 de junho, com o apoio de vereadores, doado através do Secretário Estadual de saúde, Dr. Geraldo Rezende, para as emergências. De acordo com o Administrador interino do Hospital, Eder Mariola, o Governo Federal votou uma verba emergencial no valor R$ 800.173,36, repassada via Prefeitura.

A empresa JBS, a quem a Missão agradece, doou EPI´s, alimentação, medicamentos e mobiliários hospitalares para o enfrentamento da COVID-19, mediante acordo entre o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Prefeitura, que está ajudando a garantir o atendimento. O Hospital tem recebido ajudas das Igrejas Mantenedoras, igrejas locais, e das entidades: Unigran, UEMS, Hospital Evangélico, Mesa Brasil, Cantina Mato Grosso, Marta Campos e outras Entidades. Foram doados materiais como máscaras, EPIs, alimentação, roupas, etc.

Finalmente, a Missão Evangélica Caiuá segue em perfeita ordem nos seus trabalhos iniciados pelos missionários em 1928, de assistência à Saúde indígena, incansável neste desafio de ter que trabalhar com uma mão e se defender com a outra. Reconhece que trabalha em campos árduos, mas jamais fugirá de sua missão e responsabilidade.

Além da área da saúde a Missão tem outras frentes de trabalho nas aldeias, como Escolas, Ação Social permanente e a tarefa de levar a Palavra de Deus a todos os povos, e continua a sua parceria e o respeito tanto à comunidade indígena e suas demandas, como aos Governos Federal, Estadual e Municipal, no intuito de dar um atendimento humano e eficaz à população indígena em nossa vasta terra brasileira, e sempre dentro de seu lema: “a serviço do índio, para a glória de Deus”.

Em encontro virtual, PT define Raulzinho como pré-candidato a prefeito de Rio Brillhante

José Raul das Neves Júnior, Engenheiro Agônomo, formado em 1987 pela UFMS, Polo de Dourados/MS, é atualmente presidente do Partido dos Trabalhadores de local. Raulzinho foi nome definido para concorrer à prefeitura de Rio Brilhante na próximas eleições.

Em encontro municipal virtual ocorrido no último sábado, (20/06), o paritdo em Rio Brilhante, escolheu o atual presidente do partido municipal, como pré-candidato à majoritária para o pleito eleitoral. O diretório ainda definiu 35 pré-candidaturas a proporcional.

Entre os pré-candidatos vereadores e vereadoras estão os nomes de Gildo Matos, da Agraer, extensionista rural e professor no curso técnico em agropecuária; Cleres Marques, conselheiro tutelar;  Rosemilda Felix dos Santos (Rosa do 14), presidenta da associação de hortas urbanas; Sergio Martins Rigo (Serginho) atual vereador do PT; Grandão da Aroeira, líder comunitário; Olesi Moraes Baldin, professora; Marly Gonçalves Rebello; Odair dos Santos Gedro; Marli Fernandes Ferreira; Alcibiades Benites (Bidão) liderança rural; Islaina Benites Pessoa; Renato Lima Do Nascimento; Sebastião Correia, entre outros nomes que estão a disposição do partido.

O Vice-Presidente do partido, Laudir Novello Boiane (Chiquinho), disse que o PT sai fortalecido por ter  experiências em administração participativa em seus mandatos,  a   escolha do Raulzinho  é decorrente de sua liderança dentro do PT e também pela capacidade de “extrapolar as hostes petistas e ser uma liderança que não fala apenas para o partido, mas dialoga com toda sociedade Rio-Brilhantense”, tem experiência no executivo com passagem pela (Fundação municipal de Cultura e Esporte) e conhece o município.

Raulzinho agradeceu os membros do Diretório, reiterando seu compromisso  e convocando sua base, simpatizantes e lideranças de centro e esquerda, “os movimentos sociais, sindicais, de defesa de direitos dos trabalhadores (as) e outros mais, a lutarem pela defesa da democracia, pela liberdade de expressão e pelos direitos do povo, construindo juntos um projeto de desenvolvimento para todos os setores da sociedade de Rio Brilhante, vamos ouvir toda população, para juntos construirmos nosso plano de governo”. Disse.

Raul, ainda disse que o partido vai estar aberto a conversas sobre estar juntos com outros partidos nessas eleições e dialogar com outras legendas partidárias na construção do projeto de interesse dos munícipes.

Presidente da Câmara de Iguatemi divulga nota sobre decisão judicial

 O vereador Jesus Milane de Santana divulgou hoje uma nota assinada pelo advogado Féliz Lopes Fernades sobre a decisão judicial da Comarca de Iguatemi que sobre investigação do Ministério Público acerca de contratação irregular de servidor.

 

 

 

Segue abaixo  o parecer jurídico.

 

“O caso atinente à alegada inelegibilidade ao Vereador JESUS MILANE DE SANTANA há que observar que matéria em si não retrata a realidade fática.

Primeiramente de fato houve contratação de servidor RUBENS DÁRIO LOBO JUNIOR para o cargo de Assessor de Gabinete. Mas, porém constata-se no processo que efetivamente prestou serviço à Câmara Municipal, sendo colecionado nesse vários pareceres.

Entrementes, o entendimento levado a efeito pelo Magistrado é que tal haveria que submeter-se ao comparecimento diário – horário comercial, cujo entendimento diverge dos Tribunais e da própria legislação, porquanto, aos servidores em cargo de comissão não se exige o ponto, vez que estão em disponibilidade permanente, qual sela a qualquer hora podem ser acionados para prestarem o labor.

Observe-se também que se tem apenas uma decisão de primeiro grau, a qual pende recurso, quer em primeira instância como em segunda.

Ademais a inelegibilidade somente ocorre após decisão colegiada, qual seja após decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Mato Groso do Sul, de forma que Jesus Milane de Santana não tem impedimento de concorrer a qualquer cargo eletivo.

Mais disso, no prazo legal será aviado recurso contrapondo-se a decisão o Juízo Singular.”

Advogado

Féliz Lopes fernades

OAB-MS nº 10.420

 

VEJA LINK

da matéria que ensejou esta nota

Justiça condena presidente da Câmara de Iguatemi por contratação irregular de advogado e a perda dos direitos políticos por 5 anos

 

Apesar de pandemia, economia de Dourados mostra vitalidade com abertura de 1.091 novas empresas

A Secretaria Municipal de Planejamento da Prefeitura de Dourados apresentou nesta segunda-feira (22) relatório que mostra a vitalidade da economia local, que não sucumbiu diante da pandemia de coronavírus.

No período de março a junho, foram abertas 1.091 empresas na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, conforme revelou a secretária de Planejamento Adriana Benícío. Deste total, 345 são empresas de micro empreendedores individuais (MEI) e as demais são 746 micro empresas (ME) ou empresas de pequeno porte (EPP).

Neste período de pandemia de Covid-19, o relatório da Secretaria de Planejamento aponta que apenas 405 empresas fecharam suas portas, sendo apenas cinco MEI, restando um saldo positivo de 686 empresas. Adriana afirma ainda que durante a pandemia, 1.290 empresas deram entrada na Secretaria com processos em busca da viabilidade de instalação de novos empreendimentos.

A advogada Patrícia Donzelli, secretária interina de Desenvolvimento Econômico, afirmou que a política adotada pela prefeita Délia Razuk no incentivo ao comércio e à economia, com a manutenção do comércio aberto mesmo em tempos de pandemia, aliada à preservação de vidas, deu certo.

A prefeita Délia Razuk afirmou que Dourados é uma cidade que tem vida própria e com a abertura de mais de mil empresas neste período demonstra que está no caminho certo, apoiando a atividade econômica e cuidando da saúde das pessoas. Délia lembrou que a prefeitura dispõe de vasta legislação que incentiva novos empreendimentos em Dourados.

Délia citou o Plano de Desenvolvimento Economia (PDE), criado com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico, industrial, social, turístico, de serviços, comercial e tecnológico do Município, com foco no aumento da contratação de mão de obra local.

O PDE, criado pela Lei nº 3.532, de 13 de fevereiro de 2012, poderá, para instalação, modernização e ampliação de empreendimentos industriais, comerciais ou de prestação de serviços, conceder os seguintes incentivos: doação de imóvel para empresa interessada em instalar-se no município, ampliar instalações já existentes ou relocalizar-se para proporcionar aumento de produção e de atividades; permissão de uso de pavilhões industriais de propriedade do Município, pelo prazo de até três anos prorrogáveis por igual período; e isenção ou redução do ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) decorrentes de obras de construção ou ampliação.

O PDE também garante a isenção do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) incidente sobre o imóvel onde funcionar a empresa incentivada; e ainda a isenção de taxas e/ou emolumentos inerentes ao projeto de construção, alvará e habite-se, somente quando se tratar de micro e pequenas empresas e aquelas integrantes de sistemas de condomínios, associações, incubadoras e cooperativas.

Justiça condena presidente da Câmara de Iguatemi por contratação irregular de advogado e a perda dos direitos políticos por 5 anos

O presidente da Câmara Municipal de Iguatemi, vereador Jesus Milane (PSDB) foi condenado por improbidade administrativa pela contratação irregular de advogado e terá que devolver aos cofres públicos os valores pagos ao servidor que esteve nomeado de fevereiro de 2012 a dezembro de 2016. Conforme informações processuais Jesus teria que devolver hoje algo em torno de R$ 300 mil.

A decisão foi proferida no último dia 27 pelo juiz da Comarca de Iguatemi, Marcelo da Silva Cassavara que também decretou a perda dos direitos políticos do presidente da Câmara por um período de cinco anos. Também foi condenado o advogado Rubens Dário Ferreira Logo Junior.

A condenação é resultado do Inquérito Civil n. 019/2012 instaurado pelo Ministério Público Estado para apurar suposta irregularidade envolvendo o recolhimento irregular de INSS pela Câmara Municipal de Iguatemi a pessoa que não integrava seu quadro de servidores. Durante a investigação, foi realizado o levantamento de informações acerca de várias pessoas servidores do Legislativo que haviam recebido vencimentos pagos pela Câmara Municipal de Iguatemi, com o fim de averiguar se estas haviam efetivamente prestado serviços naquele local.

Foi averiguado no curso das investigações que o servidor Rubens Dário Ferreira Lobo Junior mesmo sendo nomeado nunca havia comparecido ao trabalho. Somado a isso, considerando a profissão de Advogado exercida por Rubens Dario, sequer haveria justificativa para sua nomeação em cargo em comissão para eventual consultoria, porquanto é de conhecimento que a Câmara Municipal contava com advogado nomeado em outro cargo em comissão.

Jesus Milane é presidente da Câmara de Iguatemi há doze anos e tem direito a recorrer da decisão do juiz Marcelo Cassavara no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Vereador Madson Valente afirma que “o negacionismo do coronavírus, nosso maior flagelo social” e preocupa toda a sociedade

O negacionismo docoronavírus, nosso maior flagelo social!

 

Por: Madson Valente

===============

 

A força da negação é algo desafiante para religião e para ciência, pois é fator que promove sofrimentos e consequentemente degrada  culturalmente a humanidade, são barreiras psicológicas que fazem com que inúmeras pessoas não se proponha a transpor, sejam por fatores de aceitação da sua condição social ou pela opção de ficar em uma zona de conforto,  para que    eventualmente não tenha  que  sentir o “chicote” daqueles que se sentem proprietários de modelos de sociedades que julgam e defendem serem ideais, não importando para estes  que esta formatação  social é excludente em sua essência.

Esta percepção de mundo é voltada a ideia de impor  convicções, se utilizando dos piores mecanismos, entre estes podemos citar as sociedades medievais, os períodos escravocratas, os domínios pós guerras mundiais, que   através do poderio econômico se impuseram culturalmente para uma doutrinação  ideológica que  secularmente promovem segregações sociais, nos primórdios da história os dominadores  se utilizavam de açoites, chicotes, troncos, senzalas, depois no período militar vieram o pau-de-arara, palmatória,pimentinha, choque elétrico e nos tempos modernos se utilizam dos mecanismos virtuais,sendo as redes sociais a maior preocupação pelo uso indevido, alimentadas por robôs elegem inimigos e disparam através de fake  news   destruições em massa de reputações e de ódios as instituições constituídas,  que são disseminadas diariamente, navegando na ignorância da maioria dos usuários destes meios,que automaticamente compartilham sem compreenderem ou não terem capacidade para tal, disseminando ideais de ódio, preconceitos, xenofobia, intolerância, interagindo um exército de pessoas que são vitimas também deste processo, criando uma espécie de terra sem leis e sem limites, algo absolutamente abominável.

O mundo contemporâneo vivencia um dos seus piores momentos, seja pela pandemia ou  pelas grandes crises econômicas que já vivenciavam a Europa, EUA e obviamente o Brasil, já éramos 13 milhões de desempregados anteriormente ao vírus, já estávamos nos piores indicadores sociais da história da República, sendo que reconhecidamente o fator coronavírus veio para sacramentar nossa condição econômica que já estaria em declínio, negar isso, somente por conveniência.

O dia 11 de Março através da Organização Mundial da Saúde (OMS) declara a pandemia do Covid-19  e orienta o mundo para contenção da circulação do mesmo, estabelecendo pilares para que em um somatório de esforços obedecendo protocolos todos pudessem contribuir para diminuir a velocidade do vírus.

Baseados em experiências chinesas, italianas, espanholas e americanas, acreditávamos que o Brasil poderia conter a  velocidade da propagação do vírus, todavia em principio  fatores negativistas sobrepuseram aos propósitos de precauções recomendadas, visto que tal situação não interessaria aos interesses da economia, disseminando conceitos que se tornaram entraves para que ocorressem tomadas de consciências e consequentemente mudanças de posturas, não havia e ainda não há por parte de segmentos da sociedade aceitação de que estamos em momentos de excepcionalidade, portanto não há interesse por mudanças de comportamentos, pois estas não atendem os interesses daqueles que dominam setores produtivos, ou seja, economicamente não podemos parar.

Interessante observar que o isolamento e o distanciamento social são comprovadamente fatores que contribuem, temos como exemplo a China que é o país mais populoso do mundo e que devido ao comportamento estão com menos mortos que o nosso país, sendo que a disciplina foi o fator determinante. Em um país cuja densidade populacional é altíssima se torna exemplar tão belo comportamento, ao mesmo tempo podemos fazer referências ao Paraguai que de forma absoluta preferiu a retração econômica  que estimular o convívio social, estando quase apto para cautelosamente começar se inserir na normalidade, dentro de regras e orientações sanitárias e não de desejos econômicos.

O negacionismo é a escolha de negar a realidade como forma de escapar de uma verdade desconfortável, pois não se torna conveniente para os interesses que  impactam e promovem prejuízos de ordem econômica, por isso em primeiro momento tivemos a negação, depois a relativização e por último estamos acompanhando transferências de culpas, sendo que estas ocorrem pelos cidadãos que são induzidos para tais interpretações e até mesmo pelos organismos institucionais, quando assistimos de forma estarrecedora atos de irresponsabilidade pública de alguns lideres políticos, empresariais, religiosos em minimizar os efeitos da pandemia, promovendo uma cultura de dúvidas, que serviu apenas ao capital.

É importante promovermos e elevarmos os princípios de vida, pois esta é única, não compensaria arriscá-la, crises econômicas são sucessivas, poderíamos citar várias, sendo que em todas ocorreram superações, vimos na história da humanidade países  arrasados por guerras, mas alguns países ressurgiram das cinzas e se tornaram potências econômicas. Que esta reflexão chame atenção que antes da pandemia já existiam milhões de pessoas famintas, são milhares de crianças que diariamente morrem por desnutrição, principalmente na África subsaariana , que 1/3 da população mundial não tem acesso a água tratada e no Brasil são 40 milhões de brasileiros sem acesso a este serviço essencial e vital que contribui para esta dura estatística.

Que a mesma preocupação econômica nestes tempos de pandemia sirva nas mesmas proporções para converter os ideais mercantilistas em sentimentos de compaixão humana, que a ciência voltada para o desenvolvimento tecnológico das aviações, do automobilismo, de domínio do espaço sideral, do poder bélico e da medicina voltada para a estética transfira estes recursos e vertam para produção de ciência voltada ao combate de doenças, que os sistemas de saúdes públicas obtenham atenções necessárias de recursos financeiros, científicos e tecnológicos.

Que este período seja também oportunidade de conversão, de reavaliação de conceitos estabelecidos e que tenhamos a compreensão da necessidade de contribuir para definir novos    padrões de comportamentos, sustentados em valores éticos e cristãos, colocando os princípios de preservação de nossas vidas no mais alto patamar, isso que importa e somente isso tem valor, não sendo permitido neste caso que o mais voraz capitalista coloque preço, pois a vida é de valor imensurável.

 

Que a cultura negativista seja paulatinamente superada, para que consigamos evoluir humanisticamente, pois com  propósitos nobres poderemos minimizar impactos dos autoflagelos sociais.

Madson Valente

VEREADOR-PROFESSOR-GEÓGRAFO E GERENTE REGIONAL DA SANESUL/DOURADOS.

Confirmada a pré-candidatura do José Paulo Paleari à Prefeitura de Nova Alvorada do Sul

O Democratas oficializou no final da tarde de ontem, segunda-feira, 15 de junho, o nome do empresário Jose Paulo Paleari como pré-candidato a prefeito por Nova Alvorada do Sul nas eleições municipais deste ano. A oficialização da pré-candidatura foi confirmada pelo vereador do partido Renilson César.

“Paleari tem total apoio do nosso partido, principalmente dos nossos deputados Zé Teixeira e Barbosinha, do ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta, da ministra da Agricultura Tereza Cristina e do vice-governador Murilo Zauith. Paleari já mostrou ser competente e capaz para administrar nossa cidade, seu nome já vem sendo falado no município como pré-candidato, mas o Democratas decidiu oficializar a pré-candidatura de Paleari a prefeito” – disse Renilson.

O vereador comentou que o nome do empresário saiu após ser analisada a atual conjuntura política do município, onde a população aclama por uma “nova política”, por “renovação e mudança”.

“O Democratas vêm oferecer a população um projeto de renovação política e de reconstrução com Paleari. Nossa cidade é uma potência, mas precisa ser mais bem administrada, precisamos de um prefeito com olhos de administrador e que seja capaz de recolocar Nova Alvorada do Sul nos trilhos do desenvolvimento” – destacou Renilson.

O parlamentar afirmou que o partido e o pré-candidato respeitam todos os outros pré-candidatos já anunciados, mas ressaltou que o Democratas tem um projeto inovador e com idéias novas, mas que o principal de tudo, tem o desejo de fazer de Nova Alvorada do Sul um município muito melhor de se viver. “Queremos resgatar a alegria do nosso povo, somente assim conseguiremos gerar um ambiente favorável capaz de alavancar o município em todos os sentidos. Vamos unir cada vez mais o nosso povo, para assim podermos ir crescendo e acelerando o progresso e desenvolvimento de Nova Alvorada do Sul” – finalizou.

Em recente reunião do partido, Paleari afirmou que pretende desenvolver um projeto de governo ousado, com obras estruturantes que sejam capazes de estimular o desenvolvimento econômico da cidade, com responsabilidade fiscal e social. O pré-candidato disse que o próximo prefeito precisa ser um gestor e bom administrador, capaz de formar uma boa equipe, preparada para buscar recursos estaduais e federais.

“Nova Alvorada do Sul tem capacidade de ser uma cidade mais rápida, mais célere, mais ágil e menos burocratizada. Não podemos ser a cidade do devagar quase parando, nosso objetivo é fazer uma gestão de pensamento grande, investindo em tecnologia e inovação para aperfeiçoar a estrutura da cidade, com a participação do povo e com novas propostas de administrar e desenvolver o município de forma sustentável” – disse Paleari.

Para o ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta, a escolha de Paleari foi à melhor que o partido poderia ter feito. “Paleari já mostrou ser capaz e competente para administrar o município, é empresário, conhece bem os anseios da população e tem uma proposta conservadora e que se encaixa no perfil do Democratas. Ele tem total apoio do partido, vem com idéias novas e está preparado para administrar a cidade”.

Atualmente, Paleari é presidente do DEM (Democratas) de Nova Alvorada do Sul e tem total apoio político em sua pré-candidatura dos deputados estaduais Zé Teixeira e Barbosinha, do ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta, da Ministra da Agricultura Tereza Cristina, do vice-governador Murilo Zauith , todos do Democratas. Paleari conta ainda com apoio do deputado federal Beto Pereira (PSDB), do deputado estadual Jamilson Name (sem partido), podendo ainda obter apoio do Deputado Federal Fabio Trad (PSD) e do Senador Nelsinho Trad (PSD.

Quem é Paleari
José Paulo Paleari, médico veterinário e empresário em Nova Alvorada do Sul há mais de 10 anos. De família tradicional, nos últimos anos se destacou no setor imobiliário com a GP Empreendimentos e como um dos produtores com a melhor qualidade na produção de proteína animal, frutos de uma gestão séria e comprometida.

Mudou-se para o município a mais de 12 anos, mas podemos dizer ser filho dessa terra, pois desde pequeno morou em Rio Brilhante, cidade na qual Nova Alvorada do Sul foi distrito através da Lei Estadual nº 3.876, de 6 de junho de 1977.

José Paulo Paeari é empresário e produtor rural, casado e pai de dois filhos. Em 2012 chegou a disputar as eleições de 2012 municipais, onde obteve 4.803 votos.

Banco Mercantil do Brasil inaugura dois Pontos de Atendimento em Dourados

O Banco Mercantil do Brasil inaugura nesta segunda-feira, dia 15 de
junho, dois Pontos de Atendimento (PA) em Dourados (MS), um no Centro e
outro no bairro Jardim América. O objetivo é oferecer ainda mais qualidade
no atendimento, por meio de um espaço físico com acessibilidade e equipe
qualificada para atender às necessidades dos clientes.

“Estamos muito felizes em participar da comunidade de Dourados e
agradecemos de coração a todos por nos receberem tão bem”, ressalta o
diretor executivo comercial do MB, Valci Rezende. “Somos um banco novo na
cidade, e trazemos na bagagem 77 anos de mercado e mais de dez anos de
experiência com o pagamento aos beneficiários do INSS. Temos um atendimento simples e acolhedor, com foco nas necessidades dos nossos clientes, inclusive nos canais digitais”, afirma o diretor.

Há mais de dez anos, o MB é o banco responsável pelo pagamento de
benefícios do INSS em Minas Gerais e no interior de São Paulo, e é o
primeiro banco da América Latina a ser certificado pela ISO 9001, que
reconheceu a qualidade dos fluxos de atendimento a beneficiários do INSS
adotados pela empresa no pagamento de benefícios, na abertura de conta e na
oferta de produtos e serviços.

Pelo segundo ano consecutivo, o MB foi eleito a Melhor Empresa para se
trabalhar em Minas Gerais, no ranking do Great Place To Work (GPTW).

Endereços dos novos Pontos de Atendimento:

– Rua João Cândido da Câmara, 560, bairro Jardim América
– Avenida Joaquim Teixeira Alves, 1830 – sala 02, Centro.

Scroll Up