Comitê Popular lança campanha para arrecadação de alimentos em Dourados

Comitê Popular lança campanha para arrecadação de alimentos em Dourados

O grupo está criando várias iniciativas para ajudar pessoas durante a pandemia de coronavírus

O Comitê de Defesa Popular de Dourados lançou nesta segunda-feira (30) uma campanha de arrecadação de alimentos como uma das iniciativas para ajudar pessoas durante a pandemia de COVID19. O lema é “Solidariedade e luta para enfrentar o Coronavírus”.

A colaboração pode ser por meio de uma “vaquinha on-line”, com qualquer valor a partir de R$ 10, com meta para arrecadação de R$ 4 mil, equivalente a 50 cestas básicas de R$ 80. Basta acessar o link e seguir as orientações: apoia.se/solidariedadeeluta. Além disso, há um ponto fixo para doação direta de alimentos durante os dias 01, 02 e 03 de abril, das 8h às 11h e das 13h às 17h na sede da ADUFDourados (rua Passo Fundo, número 290 – Jardim Universitário).

O grupo propõe ainda uma ação mais voltada à defesa da Soberania Alimentar, pautada na preservação da vida, nos valores de solidariedade e ajuda mútua entre os diferentes segmentos da classe trabalhadora e na promoção da autonomia e da auto-organização como saída à crise econômica, política, social e sanitária. O conceito adotado por movimentos populares evidencia atividades solidárias e não competitivas na construção de um modelo alternativo de produção e distribuição de alimentos.

Segundo a organização, a desinformação e a falta de medidas concretas por parte dos Poderes Públicos no enfrentamento da propagação do COVID-19 aumentam a vulnerabilidade de diversos segmentos da população durante o fechamento das atividades econômicas e esse seria o momento de estreitar os laços com as comunidades que se organizam para produzir alimentos saudáveis em pequena escala para fornecer a população urbana, através de uma dinâmica que respeita o ser humano e o meio ambiente com práticas agroecológicas e com recursos disponíveis na localidade.

Em curto prazo, além da campanha de arrecadação e de soberania alimentar, o Comitê propõe a imediata liberação de recursos públicos para a distribuição de uma renda básica que cubra dignamente as necessidades alimentares de todas as famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade.

Em médio prazo, deverão ser realizados debates com a comunidade acadêmica e com a população de Dourados para mostrar as contradições dos governos durante a crise e a necessidade de um plano de soberania alimentar, conscientizando juntamente com os movimentos do campo e trabalhadores da cidade sobre hortas comunitárias urbanas em terrenos baldios, apoiando ainda iniciativas de troca de sementes e produção de alimentos saudáveis de comunidades locais.

Em longo prazo, o fortalecimento de alianças com os movimentos camponeses para favorecer a recomposição de circuitos de produção e distribuição local de alimentos saudáveis para atingir setores mais vulneráveis da população e a colaboração com projetos comunitários que trabalhem em prol da soberania alimentar.

Faça sua doação: apoia.se/solidariedadeeluta

Advogado Daverson Matos alerta os trabalhadores sobre as garantias por causa da Pandemia de Coronavírus

Em meio à instabilidade financeira gerada pela paralisação de comercio e indústrias para conter o avanço do Coronavírus (Covid-19), pandemia mundial, e sob a direção da Organização Mundial da Saúde (OMS), os governos estaduais e municipais vem fechado órgãos públicos, empresas estão suspendendo os trabalhos e atendimentos e também escolas cortaram as aulas para evitar a proliferação do vírus.

Com essa mudança drástica de rotina, muitas empresas vêm descumprindo as recomendações e até mesmo as ordens de fechamento de estabelecimentos submetendo os trabalhadores ao risco de saúde pela contaminação do Covid-19, ou até mesmo utilizando deste acontecimento para suprimir direitos trabalhistas.

O advogado sul mato-grossense, Daverson Matos, falou sobre a importância das garantias do trabalhador em meio à pandemia do Coronavírus, aduzindo que o trabalhador que se encontra no grupo de risco (pessoas com doenças do coração, fumantes, diabéticos e idosos), deve comunicar o empregador, apresentando sua documentação medica se necessário para o afastamento, com base no princípio da dignidade da pessoa humana, o direito à vida, que vem em primeiro lugar, acima do lucro, devendo o empregador respeitar as medidas estabelecidas.

Advogado Daverson Matos

Outro fator importantíssimo, é que o empregador ao suspender as atividades laborais na prevenção ao contagio do coronavírus, motivado pela quarentena ou pelo isolamento, NÃO PODERÁ REALIZAR QUALQUER DESCONTO SALARIAL, devido ser considerada uma falta justificada, que garante ao trabalhador não ser penalizado. LEI Nº 13.979, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2020

“Há de se verificar que o empregador assume os riscos da atividade e a suspensão do trabalho não decorre de fato gerado pelo empregado, mas sim de um risco da atividade que o empregador tem que arcar” pontuou Daverson.

Uma das medidas encontradas pelos empregadores vem sendo as férias coletivas, o que não exime o trabalhador do pagamento dos salários e o acréscimo constitucional de 1/3.

Já a demissão, um ato extremo, vem sendo a saída para outros empregadores que não estão suportando a crise econômica que vem assolando o país, o que não retira a responsabilidade do Estado intervir para socorrer a população durante esse período, principalmente os trabalhadores avulsos, autônomos que vem tendo maior abalo financeiro.

Atualmente uma das medidas adotadas pelo Ministério da Economia, consiste em um auxilio emergencial anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro no dia (26) para os trabalhadores informais durante a pandemia do novo Coronavírus no valor de R$ 600 por mês.

“Agricultura é essencial para o país e não pode parar ”, afirma diretoria da Coamo

“A nossa atividade é uma atividade de produção de alimentos, uma atividade considerada essencial e por isso não pode parar.  Produzimos alimentos desde o campo até a mesa, através dos nossos produtores associados que produzem soja, milho e trigo. Esses produtos vão para nossas agroindústrias e são transformados em alimentos acabados.” A afirmação é do presidente Executivo da Coamo, Airton Galinari, que juntamente com o presidente do Conselho de Administração da Coamo e Credicoamo, José Aroldo Gallassini, gravou um vídeo falando sobre a grave situação que afeta o mercado mundial. O vídeo foi disponibilizado nesta quinta-feira, 26, nos sites da Coamo e Credicoamo e nas redes sociais  e pode ser acessado no endereço https://www.youtube.com/watch?v=wv2KlVSlK4k

Segundo a diretoria da Coamo, “A agricultura tem o seu tempo e o seu tempo não pode ser adiado como se adia um evento social. As colheitas de verão têm que acontecer no verão, as colheitas de inverno têm que acontecer no inverno, senão isso vai gerar um desabastecimento, e quem se lembra do evento da greve dos caminhoneiros, o transtorno que tivemos com o desabastecimento dos supermercados e ao invés de termos um problema, vamos ter dois grandes problemas para garantir a segurança de todos esses agentes cooperados, funcionários, clientes, familiares, fornecedores”, explica o ´presidente Executivo da Coamo, Airton Galinari.

Medidas – A Coamo vem adotando medidas de segurança baseado em três pilares fundamentais, quais sejam os de evitar aglomerações, evitar a circulação de pessoas,  a higienização pessoal e de ambientes. Todas essas medidas como redução de carga horária, rodízios, critério de afastamento por quarentena dos funcionários pertencentes ao grupo de risco, tudo isso é feito para garantir a segurança daqueles que estão nessa atividade essencial e não pode parar.

Canais – A Coamo vem orientando e conscientizando seus cooperados para evitar deslocamentos desnecessários e utilização dos vários canais de atendimento, seja pelo Cooperado On Line (Coamo) e Internet Banking (Credicoamo). Em seus canais de comunicação, site, intranet, programa de rádio e redes sociais, a cooperativa publica orientações e divulgações de medidas no combate do coronavírus. “A nossa missão é produzir alimentos, por isso não podemos parar. A agricultura é um dos setores importantes para alavancar a economia nacional, gerar empregos, riquezas e o desenvolvimento para milhões de pessoas em todo o país”, afirma o presidente do Conselho de Administração da Coamo e Credicoamo, José Aroldo Gallassini.

Rádio – No programa de rádio Informativo Coamo desta quinta-feira, por uma rede de 30 emissoras no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, foram entrevistados o presidente Executivo da Coamo, Airton Galinari e o presidente do Conselho de Administração da Coamo e Credicoamo, José Aroldo Gallassini, falando sobre a situação atual e as medidas preventivas adotadas nas cooperativas Coamo e Credicoamo. Para ouvir o programa Informativo Coamo, acesse www.coamo.com.br e clique em Informativo Coamo.

Casa Satine realiza roda de conversa sobre representatividade e participação em espaços de poder da mulher LBT

Em alusão ao 08 de março, data em que é comemorado o dia internacional da mulher, a Casa Satine, com o apoio do Laricas Cultural e Subsecretaria da Mulher do Estado de Mato Grosso do Sul realizará no domingo, 15, à partir das 17h30, uma roda de conversa Mulheres LBT & Espaços de Poder; implicações sobre a falta de representatividade.

A ideia é debater o cenário atual de representatividade das Mulheres LBT (Lésbicas, Bissexuais e Transsexuais) e mulheres vindas de grupos minoritários em Espaços de Poder formais e informais e analisar quais os desdobramentos sociais e políticos.

Segundo a Coordenadora de Cultura da Casa Satine, Karla Waleska de Melo, “o tema dessa roda de conversa foi pensado dentro dos grupos de mulheres e grupos LGBT em função da baixa participação feminina e a baixa representatividade em espaços de poder, esse primeiro encontro será o embrião de mais outros que queremos fazer para discutir e levar soluções em saúde, educação e na sociedade para uma maior participação da mulher LBT em espaços de poder e tomada de decisões”

 

Serviço

Roda de Conversa Mulheres LBT & Espaços de Poder, Implicações sobre a falta de representatividade

Data: 15 de março – domingo – 17h30

Local: Laricas Cultural – Antonio Maria Coelho, 1663, Centro

Entrada Gratuita

 

Com foco na difusão da agricultura, 56ª Expoagro será de 15 a 24 de maio

Promovido pelo Sindicato Rural de Dourados, maior evento agro do MS mais uma vez irá reunir grandes expositores e programação atrativa durante 10 dias

O Sindicato Rural de Dourados já está nos preparativos para a próxima edição da Expoagro, a maior e melhor feira de agronegócios do Mato Grosso do Sul. A 56ª Expoagro já tem data definida – será de 15 a 24 de maio, e mais uma vez deverá movimentar o Parque de Exposições João Humberto de Carvalho. O evento traz ao público as últimas novidades do mercado agrícola e pecuário, além de exposições, leilões, palestras, simpósios e shows musicais, entre outras atrações.

A comercialização de estandes na feira já está aberta e mais uma vez é feita pela Agropec Eventos. Para esta edição, já estão confirmados novos expositores e o clima é de otimismo e confiança na economia. “A cada ano, vemos o agronegócio se fortalecer e o produtor mais confiante. Estamos em plena colheita da safra de soja, que deve caminhar para uma safra recorde, acima de 20 toneladas do grão no Estado”, destaca o presidente do Sindicato Rural de Dourados, Lúcio Damália. “Este sentimento de otimismo é o que consolida e garante o sucesso da Expoagro a cada edição da feira.”

Segundo ele, além de uma ótima oportunidade de negócios, a 56ª Expoagro é também o cenário ideal para os produtores adquirirem conhecimento sobre tecnologias que auxiliam o trabalho no cotidiano agrícola. “Traremos ao público grandes atrações, tanto para o homem do campo como também ao público em geral, que poderá participar dos shows e apreciar as diversas exposições que serão feitas ao longo da feira”, acrescenta, otimista.

A programação técnica ainda está sendo definida pelo Sindicato Rural e deverá ser divulgada em breve. O Exposhopping volta nesta edição, transformado em um salão de negócios com expositores de todo o país.

O Projeto Fazendinha, que tem como objetivo capacitar trabalhadores e produtores rurais, mantém a programação durante a feira e irá inovar com a realização de oficinas técnicas gratuitas e visitações de treinamento para a produção de hortifruti, projeto Mais Leite, piscicultura, ovinocultura e gado de corte, executados em parceria com Senar e Famasul.

Shows – As atrações musicais também terão destaque na 56ª Expoagro. Já estão confirmados shows de Zé Neto & Cristiano, Jorge & Mateus, Zezé di Camargo e Luciano, Jads e Jadson, João Carreiro, Pedro Sampaio, Diego & Victor Hugo, e também dos cantores gospel Eli Soares e Gabriela Rocha.

Os passaportes e ingressos individuais já estão à venda.

Sobre a Expoagro

A 56ª Expoagro é realizada pelo Sindicato Rural de Dourados e é organizada pela Agropec Eventos. A feira conta com o patrocínio da São Bento Incorporadora, Hotel 10, Senar e Unigran.

Os empresários que tiverem interesse em expor durante a 56ª Expoagro ou no salão de negócios deverão entrar em contato com Rogério, da Agropec Eventos, pelo telefone (67) 99207-2958.

Ingressos e passaportes

Os ingressos e passaportes para os shows podem ser adquiridos nos seguintes pontos: Unique, Balada Store, Red Store, Boné.com, Unigran, Armazem Door, Audaz, Caminho de Casa Tabacaria e Conveniência e Boliva Conveniência.

Siga a Expoagro nas redes sociais: @expoagrodouradosoficial e facebook.com/expoagrodouradosoficial

Dança no casamento pode ser experiência inesquecível e aproximar mais os casais

Em quatro encontros, noivos estão prontos para se apresentar

A engenheira agrônoma Lorrayne Pereira Vidal Lázaro e o arquiteto e urbanista Robison Dário Lázaro realizaram um sonho de cinema. Para começar a vida a dois com muita alegria, eles escolheram um clássico para dançarem para seus convidados durante a festa: a música tema do filme Dirty Dancing, do Time Of My Life.

A preparação foi tão caprichosa que, além dos ensaios, Lorrayne providenciou um look especial, mais curto, substituindo o vestido tradicional de noiva que usou durante a cerimônia e, nos pés, os saltos deram lugar a um par de All Star brancos, para facilitar a movimentação na pista. “Logo após a dança eu coloquei novamente o vestido de noiva e continuei com o tênis”, relembra.

Fazer uma dança especial foi a realização de um sonho e também uma atitude que marca o jeito de ser de Lorrayne e Robison, que, animados, sempre gostaram de dançar.  “Ensaiar e dançar juntos foi uma experiência que nos conectou muito”, explica a engenheira agrônoma. Além disso, a música marcou a história do casal que sempre é lembrado pelos amigos por conta da escolha da canção. A preparação foi feita pelo coreógrafo Ivan Sousa, de Campo Grande (MS), que prepara danças para casamentos, formaturas e bailes de debutantes há 15 anos. Já foram mais de 700 eventos realizados. Ele conta que cada vez mais casais querem sair do comum, substituindo a tradicional valsa por danças mais modernas e que tenham a ver com o casal. Muita gente chega ao estúdio de Ivan sem saber o básico em dança e, mesmo assim, têm sucesso na tarefa. “A quantidade de encontros tem a ver com a disponibilidade do casal e quanto tempo eles têm para se preparar. São necessários entre 4 e 8 encontros para estar tudo perfeito”, explica.

Ivan passou a atender este mercado por ser um apaixonado por eventos e adorar ajudar as pessoas a se prepararem, se superarem e, claro, a transformar momentos importantes em experiências inesquecíveis. “Minha intenção é que a dança seja um momento inesquecível, uma realização de um sonho”, finaliza.

Ele estará na próxima edição do Expo Noivas MS, que acontece nos dias 13 e 14 de março, no Bosque Expo, espaço de eventos dentro do Shopping Bosque dos Ipês. Além de apresentar danças especiais, ele estará à disposição para tirar dúvidas e dar orientações aos noivos presentes.

Concessionária de energia ganha na justiça direito de despejar 10 famílias que ocupam área da empresa em Dourados

 Nicanor Coelho, Editor-chefe

— – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

A Energisa, concessionária de energia elétrica em Mato Grosso do Sul ganhou na Justiça o direito de despejar de mais de dez famílias que ocupam há vinte anos uma área de propriedade da empresa bairro Chácara Caiuás, na periferia de Dourados.

A empresa que nos últimos dois anos foi denunciada por mais de 1300 consumidores douradenses no PROCON sob a alegação de abuso no valor das contas, deverá fazer cumprir nas próximas semanas a ordem judicial de despejo.

A advogada Jovenilda Bezerra Felix que defende os moradores afirmou que nesta quarta-feira a partir das 19h na Rua Vereador Sinésio de Matos, 1030, na Chácara Caiuás para discutir o assunto. Além de Jovenilda está na defesa dos os moradores o advogado Fábio Sampaio de Miranda.

 

Conforme a advogada a ação já transitou em julgado, porém alguns posseiros como Heleno José de Lima e Antônia Vieira de Lima ficaram de fora da lista dos moradores que deveriam ser indenizados pela Energisa pelas benfeitorias feitas na área.

Estes posseiros compraram a área de terceiros e não fazem parte da ação na Justiça por isso além de serem despejados não serão indenizados pela empresa, disse Jovenilda lembrando que os moradores pretendem fazer um movimento em busca de seus direitos perante a Justiça pois não tem para onde ir com suas famílias depois de despejados.

Conforme levantamento feito pelo Procon, nos anos de 2018 e 2019 foram registradas 1.321 reclamações em desfavor da concessionária de energia, o que resultou em 38 multas aplicadas contra a empresa.

Governo Federal quer mais 5 mil médicos para combate ao coronavírus

O Ministério da Saúde vai um edital de chamamento para cerca de 5 mil profissionais pelo programa Mais Médicos. De acordo com a pasta, o edital será publicado ainda nesta semana e a ideia é reforçar a capacidade de assistência em saúde durante a emergência do coronavírus. Capitais e grandes centros urbanos voltam a participar do programa, que até então vinha priorizando somente municípios de maior vulnerabilidade. A medida é em razão de serem locais com maior concentração de pessoas, o que ajuda a ampliar a circulação do coronavírus.

As inscrições estão previstas para a próxima semana e a expectativa é que os profissionais comecem a atuar em cerca de três semanas. Com a medida, o governo espera fortalecer o atendimento nos postos de saúde e evitar buscas desnecessárias aos hospitais.

“Os profissionais que aderirem ao programa, pelo novo edital, farão atendimento geral à população junto às equipes de Saúde da Família, principal porta de entrada do SUS”, informou o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, destacando que estão incluídos todos os atendimentos que fazem parte da Atenção Primária à Saúde, desde as consultas de rotina até os casos de pacientes com sintomas respiratórios.

Médicos pelo Brasil

O novo edital não altera o cronograma estabelecido anteriormente para o programa Médicos pelo Brasil, sancionado em dezembro de 2019. Neste momento, o ministério utiliza a estrutura do programa Mais Médicos para ampliar o atendimento à população em uma situação emergencial pela circulação do coronavírus no país. De acordo com o governo, o ministério trabalha na organização e estrutura necessárias para a criação da Agência para o Desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde (Adaps), que será responsável pela seleção e contratação dos profissionais que atuarão no programa Médicos pelo Brasil.

* Com informações do Ministério da Saúde

Rozângela Vasconcelos desponta na política de Douradina e representa a força da mulher

A agropecuarista e comerciante Rozângela Vasconcelos desponta na política de Douradina como uma das mais novas lideranças femininas podendo representar as mulheres no Poder Legislativo.

Aos trinta anos de idade Rozangela é bacharel em Ciências contábeis e está fazendo Pós-graduação em Perícia e Auditoria Contábil e atualmente é presidente do diretório municipal do Partido Solidariedade.

Rozangela é casada com Rodrigo Brante e mãe de Henrique de dez anos de idade e iniciou sua participação das lutas da comunidade ainda na adolescência participando de comícios na condição de cabo eleitoral chegando a coordenar equipes de campanha.

O gosto pela política fez Rozângela a entrar na política primeiro como filiada e depois como presidente de um partido. A comerciante está sendo sondada por vários partidos para disputar uma cadeira na Câmara Municipal e tem até o dia três de abril para decidir se continuar no Solidariedade ou filia-se a outro partido.

Filha dos comerciantes Valdeci Sebastião e de dona Maria Elena da Silva Vasconcelos, a pré-candidata é católica atuante tendo participado de vários momentos da Igreja. Durante alguns anos Rozângela foi presidente do Conselho Municipal de Alimentação Escolar tendo contribuído para a garantia da qualidade dos alimentos servidos aos alunos dos centros de educação infantil e das escolas da Rede Municipal de Ensino.

Rozângela conta que já foi recenseadora do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e durante o curso de Ciências Contábeis fez estágio supervisionado para a obtenção do diploma no Escritório Douralex de Dourados. Rozangela além de cuidar da Mercearia Dois Irmãos, de propriedade da família divide o tempo no cuidado da família, na lida no sítio e ainda sobra tempo para cuidar dos assuntos que dizem interesse a defesa da comunidade douradinense.

Empresário Antônio José de Macedo filia-se ao MDB de Rio Brilhante e é mais um pré-candidato a vereador do partido

O empresário Antônio José de Macedo é o mais novo filiado do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e já desponta como mais um pré-candidato do partido a Vereador.

“Recebemos com a alegria o apoio e a filiação de mais um pré candidato a vereador, do amigo Antônio José de MACEDO, que a partir de hoje está trabalhando em prol da nossa pré-candidatura a prefeito do MDB”, disse o ex-prefeito Sidney Foroni.

Macedo é empresário e proprietário da Panificadora Avenida, localizada na Rua dá Consolação, no Bairro Nova Rio Brilhante (14), e nas eleições passadas foi candidato a vereador apoiando o atual prefeito.

Scroll Up