Stock Car comemora 40 anos e tem Etapa em Campo Grande MS neste final de semana

A Stock car completou 40 anos de história em 2019

O ano de 2019 é considerado o mais importante para Stock Car , pois é o aniversario de 40 anos do surgimento da categoria. Criada por pilotos que são verdadeiros heróis, e neste ano a etapa completa 500 corridas.

Neste final de semana, dia 11 de Agosto a corrida está de volta no autódromo internacional de Campo Grande – MS.

As equipes da Stock Car, já estão na cidade morena, fazendo os ajustes nos carros e conferido a pista do autódromo.

Os ingresso para etapa de Campo Grande, já estão á venda, com preços que variam de R$50 a R$840,

O mesmo pode ser adquirido pela internet, no site da Stock Car.

Preço mínimo e máximo do gás de cozinha se mantém estáveis há mais de um mês

O gás de cozinha, botijão de 13 kg, conserva preço estável em Dourados, em R$ 70,45. O valor mínimo e máximo do produto, não sofreram modificações, há mais de 30 dias, conforme dados da ANP (Agência Nacional de Petróleo).

De acordo com dados da agência, os quais são pesquisados semanalmente, desde o dia 30 de junho, o valor mínimo do produto está em R$ 65 e o máximo em R$ 85, em Dourados.

No período entre 30 de junho a 03 de agosto, o valor médio do produto variou entre R$ 70,72 ( de 30/06 a 06/07), permanecendo em R$ 70,72 ( de 07/07 a 13/07), em R$ 70,83 ( de 14/07 a 20/07), novamente em R$ 70,72, (de 21/07 a 27/07) e em R$ 70,45 na mais recente avaliação (de 28/07 a 03/08).

Foram pesquisados 29 estabelecimentos no município.

A ANP realiza o levantamento em outras seis cidades do município. Destas, Corumbá possui o maior valor médio do produto, sendo R$ 94. Em Campo Grande, o valor é R$ 68,94, em Coxim, o valor é R$ 84, Nova Andradina, R$ 73, em Ponta Porã, de R$ 69, Três Lagoas, de R$ 69,14.

Délia assina convênio que garante apoio ao Mega Feirão de Veículos do Sindicom

A prefeita Délia Razuk assinou na manhã desta segunda-feira, convênio que garante apoio logístico para a realização do 1º Mega Feirão de Veículos do Sindicom (Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados).

De acordo com o convênio, a Prefeitura, por meio da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), autoriza a realização do feirão e o fechamento da Avenida Marcelino Pires no trecho entre as ruas Hayel Bon Faker e Presidente Vargas no período de 8 a 9 de agosto, no horário das 9h às 20h.

Estavam presentes no ato o presidente do Sindicom, Walter de Castro e membros da diretoria da entidade, além de representantes das concessionárias de veículos participantes do Feirão. Também participaram do encontro o procurador-geral do município, Sergio Henrique Martins; os secretários Celso Schuch (Governo), Rose Ane Vieira (Desenvolvimento Econômico) e Fabiano Costa (Serviços Urbanos); o diretor da Agetran, Carlos Fábio Selhorst Santos e o comandante da Guarda Municipal, Divaldo Machado.

Pelo convênio, a Prefeitura, através da Agetran, autoriza o fechamento da Avenida Marcelino Pires e a ordenação do trânsito, enquanto que a Guarda Municipal fica responsável pela segurança e a Secretaria de Serviços Urbanos com a limpeza da via, antes, durante e depois do evento e, ainda, a liberação de pontos de energia elétrica.

O presidente do Sindicom, Walter Castro afirmou que a intenção do Feirão é o movimento do comércio da região central de Dourados, tendo em vista o Dia dos Pais e aumentar as vendas de veículos das 11 concessionárias participantes.

Durante o feirão haverá a exposição de carros antigos e relíquias, organizada pelo Clube do Fusca e de Carros Antigos de Dourados, praça de alimentação, além de um espaço para as crianças brincarem na Praça Antônio João.

A prefeita Délia Razuk ressaltou a importância do apoio público ao comércio como forma de alavancar as vendas e aquecer a economia local.

Délia projeta duas escolas e faz licitação para construção de mais um CEIM em Dourados

A Prefeitura de Dourados está realizando o processo licitatório para a construção de um Centro de Educação Infantil para atender às comunidades das sitiocas Campina Verde e também está acompanhando os projetos de duas novas escolas que estão em análise no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).
A decisão da prefeita Délia Razuk atende às demandas surgidas com o crescimento populacional da cidade.
A construção do CEIM da sitioca Campina Verde está em processo de abertura da licitação e terá um custo de R$ 2.446.504,30. O Centro atenderá cerca de duzentas crianças, já que 330 famílias acabaram de ocupar as casas do Conjunto Campina Verde II.
Ainda para a região do Campina Verde a Prefeitura projetou uma escola que terá custo de R$ 3.832.473,87 e espera a aprovação do FNDE. Esta escola, segundo a prefeita Délia Razuk, atenderá às crianças das sitiocas que hoje precisam atravessar a BR-463 para estudar em escolas da região do BNH 4º Plano e do Jardim Água Boa.
A outra escola que tem projeto em análise no FNDE visa atender ao bairro Greenville, um novo loteamento implantado à margem direita da rodovia que dá acesso ao Distrito Industrial, tem projeto similar e com o mesmo custo da escola da Campina Verde.
O consultor de vendas Neury de Paula, presidente da Associação de Moradores do Campina Verde, ressaltou a importância da construção do Ceim e da escola no bairro e agradeceu o empenho da prefeita em atender a comunidade. “Estas duas obras demonstram o compromisso da prefeita em cuidar das pessoas”, disse o líder comunitário.
A prefeita Délia Razuk afirmou que crise se resolve com trabalho em equipe e com a criação de projeto pensando no futuro. “Não administramos a cidade de Dourados pensando no hoje. Temos que desenvolver bons projetos pensando em Dourados como a metrópole regional do futuro”, explicou.

Scroll Up