Publicidade
MidiaFlex
Publicidade
Vilella e Osmar Medina trazem a musicalidade da tríplice fronteira para o 5º FESDOM
...


A programação do 5º Festival Douradense de Música (FESDOM) recomeça na noite desta quarta-feira (24) com o show “Identidad Chamamé”, de Vilella e Osmar Medina, às 20h, no Teatro Municipal. O evento é gratuito.



 



No projeto “Identidad Chamamé”, os músicos Vilella e Osmar Medina têm por objetivo a pesquisa, o resgate, a valorização e a releitura de algumas músicas em ritmo de Chamamé. A música, o ritmo e a poesia estão inseridos neste trabalho e os valores humanos são a tônica do projeto, que procura traduzir o contato com a música e a diversidade da expressão humana como um retorno à simplicidade popular.



 



Com isso, a dupla quer promover ainda mais a integração e o intercâmbio musical, preservando a memória da musicalidade na linha de fronteira, entendida por eles como uma das mais belas formas de construir a história cultural dos povos na região onde se encontram: Mato Grosso do Sul (Brasil), Paraguai e Argentina.



 



O FESDOM começou em 17 de outubro e prossegue até sábado (27).  É uma realização da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e a programação conta com apresentações de diversos estilos musicais transitando pela música clássica de concerto ao choro, samba, maracatu e jazz. O Festival conta com as parcerias do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Secretaria de Cultura do Município de Dourados, Banco Sicredi e ADUF. 

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Dia 24 – às 20h - VILLELA E OSMAR MEDINA / MS, no Teatro Municipal de Dourados

Dia 25 – às 20h - QUARTETO TOCCATA / MS, no Teatro Municipal de Dourados

Dia 26 – às 20h - GIBÃO ALAKÁ / SP, no Teatro Municipal de Dourados

Dia 26 – às 22h - SARAU DO FESDOM | SHOW CATARSE RETRÔ, na ADUF Dourados (Rua Arthur Frantz, 290, Parque Alvorada)

Dia 27 – às 20h - MARCELO LOUREIRO / MS, no Teatro Municipal de Dourados

 

Confira a programação na página do evento: www.fesdom.com 





Mais informações no e-mail fesdomusica@gmail.com ou pelo telefone: 3410-2874.




 



A programação do 5º Festival Douradense de Música (FESDOM) recomeça na noite desta quarta-feira (24) com o show “Identidad Chamamé”, de Vilella e Osmar Medina, às 20h, no Teatro Municipal. O evento é gratuito.



 



No projeto “Identidad Chamamé”, os músicos Vilella e Osmar Medina têm por objetivo a pesquisa, o resgate, a valorização e a releitura de algumas músicas em ritmo de Chamamé. A música, o ritmo e a poesia estão inseridos neste trabalho e os valores humanos são a tônica do projeto, que procura traduzir o contato com a música e a diversidade da expressão humana como um retorno à simplicidade popular.



 



Com isso, a dupla quer promover ainda mais a integração e o intercâmbio musical, preservando a memória da musicalidade na linha de fronteira, entendida por eles como uma das mais belas formas de construir a história cultural dos povos na região onde se encontram: Mato Grosso do Sul (Brasil), Paraguai e Argentina.



 



O FESDOM começou em 17 de outubro e prossegue até sábado (27).  É uma realização da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e a programação conta com apresentações de diversos estilos musicais transitando pela música clássica de concerto ao choro, samba, maracatu e jazz. O Festival conta com as parcerias do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Secretaria de Cultura do Município de Dourados, Banco Sicredi e ADUF. 

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Dia 24 – às 20h - VILLELA E OSMAR MEDINA / MS, no Teatro Municipal de Dourados

Dia 25 – às 20h - QUARTETO TOCCATA / MS, no Teatro Municipal de Dourados

Dia 26 – às 20h - GIBÃO ALAKÁ / SP, no Teatro Municipal de Dourados

Dia 26 – às 22h - SARAU DO FESDOM | SHOW CATARSE RETRÔ, na ADUF Dourados (Rua Arthur Frantz, 290, Parque Alvorada)

Dia 27 – às 20h - MARCELO LOUREIRO / MS, no Teatro Municipal de Dourados

 

Confira a programação na página do evento: www.fesdom.com 





Mais informações no e-mail fesdomusica@gmail.com ou pelo telefone: 3410-2874.



Envie seu Comentário

Publicidade
Olho Magico
A visita ao setor de traumatologia também seria fundamental, porque é ali que estão muitos cidadãos e cidadãs vítimas de acidentes e a maioria provocados por negligência própria, no trânsito principalmente.
Publicidade
Foto Materia
Fui gerada através desse amor profundo, vivo porque eles se amaram, esperaram por mim, com esperança e aflições..
Publicidade