Publicidade
MidiaFlex
Publicidade
DOURADOS: Câmara apoia Aduems na ampliação orçamentária da Universidade Estadual
...


 



Durante a sessão ordinária desta segunda-feira (20), o presidente da Associação de Docentes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, (Aduems) André Martins Barbosa, ocupou a tribuna da Casa de Leis, para falar sobre a situação econômica da UEMS. Na ocasião, ele discorreu ainda sobre a audiência pública “Orçamento público e função social da UEMS”, que acontece no dia 28 de novembro, com o objetivo de debater os problemas de infraestrutura e recursos enfrentados pela universidade.



De acordo com André Martins, em 2017 foram destinados R$ 207 milhões, somando os aditivos, para a UEMS , porém o valor é insuficiente para manter as atividades de ensino, pesquisa e extensão dos 15 campus da universidade. “Dourados está sendo brutalmente atacada com estes cortes, porque têm quase 50% de todo o efetivo”, comentou.



O presidente da associação ainda apontou que uma emenda coletiva está sendo proposta para que seja modificado o orçamento proposto, passando para R$ 252 milhões anuais. André ainda ressaltou que a universidade recebe repasse de R$ 12 milhões mensais, porém o valor deveria ser de, no mínimo, R$ 16 milhões, para que todas as atividades sejam mantidas. “Nós contamos com os senhores para nos ajudar nesta luta”, ressaltou André.



O vice-presidente da Casa de Leis, Sergio Nogueira (PSDB), afirmou que os 19 vereadores apoiam a causa da universidade, lembrando que é necessário discutir sobre o financiamento da educação no Estado, para garantir um futuro digno para a população.



“Essa luta não é somente sua, mas é nossa. Nos somamos a eles, para que, enquanto vereadores, cheguemos até o governador para então, encontrarmos uma solução”, comentou Sergio Nogueira. “Colocamos-nos totalmente a disposição para levantarmos esta bandeira”, completou.



A Audiência pública será realizada na sexta-feira (24), às 13h30, no auditório do curso de agronomia da UFGD, localizado no Campus Unidade I.



Tribuna Livre



Em continuidade aos trabalhos, ao usar a tribuna livre, o vereador Cido Medeiros (DEM) requereu patrolamento, cascalhamento, compactação do solo e roçada de matagais nos Jardins Laranja Doce, Ayde e Pelicano.



Já Bebeto pediu à prefeita Delia Razuk (PR) a implantação de um semáforo na Rua Albertina de Matos Pereira, cruzamento com a Avenida Marcelino Pires. Também estudos visando o reaproveitamento do local onde era sediado a Patrulha Mirim, no Bairro João Paulo II.



O vereador Idenor Machado (PSDB) pediu a recuperação da Rua 20 de Dezembro, no Jardim Água Boa, da Rua Ramona da Silva Pedroso, na Vila Industrial, e também da Praça do Parque Alvorada.



O vereador Silas Zanata (PPS) solicitou providências sobre a realização do patrolamento e cascalhamento nos travessões Paloma, Barroso e Barbosa, no distrito de Guaçu. Ainda requereu a implantação de placas de grama para manutenção do campo de futebol do distrito de Macaúba.



Junior Rodrigues (PR) requereu pintura de sinalização das lombadas na Rua Manoel Rasselem, informações sobre a possibilidade do aumentado da linha de ônibus no Jardim Guaicurus e Dioclécio Artuzi, ligando o bairro ao centro da cidade, e a construção de poço artesiano no cemitério do distrito de Itahum.



 

Envie seu Comentário

Publicidade
Olho Magico
Tempos duros, estes. Além do permanente e sistemático ataque aos direitos dos trabalhadores, agora a moda é o ataque ao conhecimento. Depois da arte, dos museus, a ofensiva atual é contra a universidade pública.
Publicidade
Foto Materia
Continuariam com foro especial apenas o presidente e o vice-presidente da República, o chefe do Judiciário, e os presidentes da Câmara e do Senado
Publicidade