Publicidade
MidiaFlex
Publicidade
PONTES E LACERDA: Vila Triunfo terá a 6ª Festa do Dia das Crianças no sábado
...


O assentamento rural Vila Triunfo, a 120 km de Pontes e Lacerda, receberá no próximo sábado, 14, a 6ª Festa do Dia das Crianças.



 



Já está em fase final de preparação a 6ª Festa do Dia das Crianças no assentamento Vila Triunfo, coordenada por Devair Soares, sócio proprietário dos Postos e Supermercados Triunfo e Fronteirão, que neste ano pretende atender mil crianças entre zero e doze anos de idade, além dos pais e responsáveis.



A Festa, que surgiu a nove anos em comemoração ao aniversário do filho do empresário, já é uma tradição da Comunidade, e nesta 6ª edição local, atenderá também o município de Vila Bela da Santíssima Trindade, em especial as comunidades Ponta do Aterro, Aparecida, As Cruzes, Santa Mônica e Morrinhos, que devem levar cerca de duzentas crianças e pais. Esta iniciativa partiu do vereador Carlos Alberto de Oliveira, o Arueira e do empresário Gledson Ferreira de Souza, com o apoio de professores e coordenadores.



A grandiosidade da Festa se vê na organização: em espaço de mais de 2500 metros quadrados são dispostas oito barracas grandes e um salão principal onde serão servidos café da manhã, almoço com churrasco, picolés, algodão-doce, pipoca, refrigerantes, brinquedos como pula-pulas, castelinhos, piscinas de bolinhas, escorregador inflável. Tudo de graça e a vontade, atendidos por cerca de cem voluntários.



Todas as crianças presentes receberão uma pulseira colorida sem limite de uso, que dá direito a tudo o que é servido e aos brinquedos, brincadeiras e ao Festival de Música, onde os pequenos talentos concorrem a bicicletas, drones e outros brinquedos. Segundo o empresário, é “uma iniciativa grandiosa para proporcionar um momento de alegria as crianças, e também de integração social e comunitária”, e destaca ainda que “toda criança que estiver presente ganhará um presente”.


Envie seu Comentário

Publicidade
Olho Magico
Tempos duros, estes. Além do permanente e sistemático ataque aos direitos dos trabalhadores, agora a moda é o ataque ao conhecimento. Depois da arte, dos museus, a ofensiva atual é contra a universidade pública.
Publicidade
Foto Materia
Continuariam com foro especial apenas o presidente e o vice-presidente da República, o chefe do Judiciário, e os presidentes da Câmara e do Senado
Publicidade