Publicidade
MidiaFlex
Publicidade
Terceirização consolida capitalismo explorador
...

Aprovado pela Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei que autoriza o trabalho terceirizado de forma irrestrita para qualquer tipo de atividade voltou a ser debatido pelo deputado João Grandão (PT). Na sessão desta terça-feira (28/3), o parlamentar disse que a medida aumenta a precarização no mercado de trabalho.


Na tribuna, João Grandão citou vários casos em que a terceirização resultou em prejuízos aos trabalhadores. “Conheço empresas terceirizadas que receberam e não pagaram os terceirizados e pessoas que não tiveram a carteira de trabalho devolvida. São milhares de casos que demonstram a situação de constrangimento que a terceirização causa”.


Conforme o projeto, a empresa terceirizada será responsável por contratar, remunerar e dirigir os trabalhadores. Já a contratante deverá garantir segurança, higiene e salubridade aos terceirizados. O tempo de duração do trabalho temporário passa de até três meses para até 180 dias, consecutivos ou não.


O deputado não concorda com as justificativas de ganho de produtividade e geração de emprego. “Certamente as empresas irão demitir e contratar por meio da terceirizada, pois sairá mais barato. Isso demonstra claramente que a diminuição de custo sairá do salário do próprio trabalhador. A situação é de consolidação do capitalismo explorador”, ressaltou.

Envie seu Comentário

Publicidade
Olho Magico
Tempos duros, estes. Além do permanente e sistemático ataque aos direitos dos trabalhadores, agora a moda é o ataque ao conhecimento. Depois da arte, dos museus, a ofensiva atual é contra a universidade pública.
Publicidade
Foto Materia
Continuariam com foro especial apenas o presidente e o vice-presidente da República, o chefe do Judiciário, e os presidentes da Câmara e do Senado
Publicidade